Google+

sexta-feira, 30 de maio de 2014

O homem homem¹ está morto

   Em aberto: a imagem abaixo mostra um casal heterossexual ou não? 

    Acho que essa imagem resume muito bem meus motivos para eu não buscar um relacionamento heterossexual(2). Este vem com papeis muito bem definidos e muito rígidos sobre ser homem e mulher. No meu caso, eu não suporto ser esse homem tradicional que falam que não chora, que não demonstra emoções, que não faz as tarefas em casa que são consideradas femininas, ou que as tarefas consideradas masculinas devem ser feitas por ele. Discordo do meu tio quando ele diz que meu priminho de 8 anos é mais homem que ele por entrar na piscina neste frio, pois bravura não é uma virtude exclusiva do homem.
    Me incomoda ter meu papel na vida e as coisas que me são permitidas fazer ditados por alguém, porque eu sou homem a minha maneira e nada muda isso. Sinto que um relacionamento gay te dá mais liberdade nesses aspectos, tanto dentro quanto fora do quarto. Por exemplo, será que existe alguma mulher que se interessa em lamber o butico do marido, sem o julgar? Ou ainda, será que existe algum homem num relacionamento com uma mulher que não sentiria sua masculinidade ameaçada caso ela trouxesse consolos para a cama? (3)
    Felizmente, as barreiras do papel de homem e de mulher estão ruindo em duas frentes principais: a primeira é a libertação sexual da mulher que vem reclamando seu próprio corpo da propriedade masculina em seus movimentos feministas, e a segunda com os movimentos LGBT que também libertam o homem da opressão de ter a heterossexualidade presumida e compulsória. Algum dia, casais como o ilustrado na foto não serão incomuns e nem chocarão. Só tenho dúvidas se presenciaremos isso, em vida ou juventude. 
    Acho que é isso que me faz gay, hoje, e me mantem motivado a continuar gay. Enquanto a plena liberdade sexual não chegar, eu prefiro ser gay do que me submeter à definição restrita e sufocante do que significa ser homem. 

Notas:
1 - Homem homem é uma campanha publicitária bastante apelativa de um desodorante que divulga a imagem de uma "espécie em extinção", bruta e musculosa, e que tem a missão de "trazer de volta o orgulho de ser e cheirar como homem", como se existisse cheiro de homem. Vídeo aqui.
2 - Não quero necessariamente ser fodido por uma mulher com um strap-on.
3 - Mulheres são mais vítimas desses papeis do que homens.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

#HTML10{background:#eee9dd ;}