Google+

domingo, 27 de julho de 2014

Texto avulso

    A cabeça anda vazia e falta motivação para entrar em debates. 
    Sabe aquela sensação de ter a sua verdade e dane-se a dos outros? Um dia eles chegam lá... 
    Uma sensação de já ter entendido o mundo, mesmo que muitas dessas verdades sejam representadas pela paz que a aceitação da inexistência de que uma resposta traz. Poucos pensamentos me passam nos dias recentes, mas talvez esse estado anestesiado seja também uma forma de fugir dos fatos que me são apresentados. 
    Uma das coisas que tem me incomodado é casamento de um primo (3o grau já não é parente) que significa muito pra mim. Ele é um ano mais novo que eu e sempre fomos muito ligados desde o início da infância pelo fato de nossas mães também serem próximas. Por termos crescido juntos, compartilhamos momentos típicos de meninos, como a fase fálica da infância representada pelas brincadeiras de médico, e o descobrimento da masturbação e do pornô na adolescência. Por sermos primos, meninos e amigos, tínhamos o privilégio de tomar banho juntos na infância, ou dormir na casa um do outro nas férias e em alguns finais de semana para jogar video game até tarde. 
    A última vez que isso aconteceu foi aos meus recém feitos 18 anos no aniversário da minha mãe, e ele dormiu na minha casa para jogarmos um jogo de tiro e terror no computador, a saber Doom 3. Lembro que, pelo menos da minha parte, não havia segundas intenções em recebe-lo no meu quarto, porém depois de terminado o jogo, contávamos com uma garrafa de rum e um pornô hétero no pc.
    Naquela época eu já havia tido duas experiências casuais com homens estranhos, e já tinha muita noção das minhas preferências sexuais. Apesar disso, a iniciativa para que as coisas se desenvolvessem eram do meu primo, e a minha posição era um tanto sempre com um pé atras, uma vez que ele tinha todos os traços de ser hétero. Naquele momento, mão amiga no pau do outro parecia um tanto básico. Estávamos bastante desinibidos pela ação do álcool, e de repente eu fui surpreendido por uma pergunta.
_Você tem coragem de chupar?
Pensei "claro", mas não queria deixar transparecer a obviedade. Apesar da pouca idade, o rapaz tinha um pau bem maior que o meu e era muito bonito. Eu já observava com muita água na boca pelo canto do olho, até que respondi:
_Só se você for primeiro.
Quis testá-lo, e ele foi primeiro, prontamente seguido por mim. 
Depois de um tempo nessa brincadeira, ele interveio de novo com outra pergunta.
_Você tem coragem de sentar?
Eu pensei em fazer a mesma jogada de intimá-lo a fazer primeiro, quando fui novamente surpreendido quando ele disse:
_Assim não ué, eu chupei primeiro, agora você vai primeiro.
    Sem resistir muito eu disse "justo", e lá fui. Nossa foda era tão bizarra e moleque que estipulamos regras para a brincadeira. Cada um teria direito a 20 bombadas, e depois trocava. Foi a única vez em que fiz sexo sem proteção, e além disso usamos óleo de cozinha como lubrificante por falta de experiência. Meus pais estavam dormindo no quarto ao lado.
    Um ano depois uma brincadeira desse tipo se repetiu na casa dele, mas bem de leve com uma mão amiga. Depois disso passamos a nos distanciar, uma vez que eu visitava minha cidade natal cada vez menos, e nos desencontrávamos em eventos de família. Ele seguiu uma vida devassa até seus 21 anos, e sempre foi do tipo hétero comedor por ser muito bonito e típico macho alfa, e sempre teve muita mulheres a sua disposição. Seus pais são católicos ativos em eventos de igreja e o pai sempre foi muito rígido com ele, psicologicamente e fisicamente, algumas vezes até demais eu diria. 
    Recentemente, meu primo anunciou que vai se casar neste ano ainda. Pelo que ele significou e pelas experiências que tivemos, esse anúncio me causou profunda inquietação. É difícil expressar o que sinto, mas se aproxima bastante de um sentimento de perda, com uma parte de ciúme da noiva e inveja dele. Adicione a isto a constante comparação que faço de mim mesmo com as pessoas ao meu redor e suas posições na vida. Ele que é mais novo que eu e que ainda teve experiências homossexuais comigo, está casando, e eu não. Não que eu tenha a pretensão de casar com uma mulher, mas é a sensação de ele estar seguindo com a vida e eu não. 
    Acho interessante também como isso é capaz de me afetar tanto, e já devo me preparar para quando ele começar a se reproduzir. Sei que será um novo baque.
    É um sentimento muito estranho. Eu quis compartilhar e dizer "Olá, estou vivo", depois de mais de mês sem postar.
Enfim.
Um grande abç,
N.B.

27 comentários:

  1. Esses momentos são inesquecíveis para ambos, pois independente da vida "hétero" que o mesmo vive, não tem como ele esquecer desses momentos.
    A parte complicada do ser humano é que alguns, mesmo tendo este tipo de experiência no passado, afirmam que foi algo de adolescente, uma fase de curiosidades, e que no momento atual, jamais faria novamente, por não sentir-se atraído pelo mesmo sexo.
    Como diz meu psicólogo "Todo ser humano tem o seu lado bissexual".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tenho e muito provável que quem diz isso também não. Cuidado com as generalizações.

      Excluir
    2. Vdd, não acho que ele esquece.
      Sempre fantasio um dia, assim, como quem não quer nada, jogar na conversa... "nossa cara, ce lembra que loucura aquele dia lá? rs a gente tava mto bebado hein rsrsrs"""

      Excluir
  2. Cara, se vc tem a sensação que ele está seguindo com a vida e você não imagina eu, quando leio você e você diz que teve experiência com esse primo e eu sei que vc já transou com outros caras, eu so fui pra um motel com um cara esses dias e eu tenho mais de 20 anos, e ainda broxei, não consegui. Bem que vc poderia fazer um post pra quem vai ter sua primeira vez. E o outro primo que vc brincava? E quando vc encontra esse primo que vai casar, será o que se passa na cabeça dele? Como vc sabe que ele tinha uma vida devassa, ele te contava sobre as mulheres que ele comia? Será que ele teve experiência com outros homens?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ele me contava, eu tb ouvia por outras fontes, as fotos do orkut por exemplo, era fácil perceber.
      Olha, primeira vez é simples: pega alguém experiente e tenha tesão, tem que ter vontade (Y)
      não sei o que se passa, mas imagino que ele pode ficar um pouco constrangido. Tem outro primo que eu brincava tb, mas esse nós paramos na infância mesmo.
      Não duvido que o primo do post tenha tido outras experiencias com outros homens, e acho até natural pelo tipo dele e pelo tipo de amigos... e as circunstâncias, sempre mto festeiro, fogos e bebado.
      abç!

      Excluir
  3. Virava e mexia eu entrava no blog pra ver se tinha um texto novo. Eis que hoje eu encontro esse que me deixou um pouco triste. Triste não apenas por me identificar com a situação, mas também por perceber que você está passando por uma fase meio deprê. Logo você que sempre ajudou e alegrou tantas pessoas com seus textos tão bem escritos e com suas ideias bem elaboradas.
    Espero sinceramente que essa fase passe logo, não apenas pra termos nosso autor favorito de volta, mas também porque uma pessoa como você merece muita felicidade.
    São os humildes votos de um amigo longínquo a quem você já ajudou muito com esse blog.


    Abraços and keep writing.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. YESSSS mereço, neh? *0* que feliz
      enfim, ta passando mesmo. graças as ofertas que fiz a baphomet oh gloreas
      mas obrigado por se importar =)

      Excluir
  4. Engraçado que ontem msm um primo meu veio aqui em casa c/ a namorada a tiracolo e c/ casamento marcado e vc me contando isso sobre seu primo me faz eu meio que compartilho do seu sentimento de achar q a vida dele está seguindo e a minha não, embora no meu caso nunca houvéssemos tido uma experiencia tão intima como a q vc citou c/ seu primo. Tem outra prima minha q tbm se encontra namorando e o namorado vive c/ ela. Dos meus primos, da parte da minha mãe sou o mais velho e nunca namorei e diante dessa situação me ponho a refletir. Estudei, me formei, agora estou procurando emprego, achava q estaria melhor do que me encontro hoje, mas ainda estou só e no armário p/ minha família. Espero que com um emprego e uma certa liberdade financeira possa vir a me dar mais oportunidades de mudar minha situação atual. A ver...

    Quanto às postagens, talvez estejas passado por um "writer's block", mas deve ser coisa momentânea até surgir alguma inspiração. Mas espero q novos posts venham, no tempo q for necessário, já q me tornei fã desse blog desde quando o encontrei a pouco mais de um ano.

    Hugs and luck!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compartilho do mesmo sentimento de achar que estou "ficando pra trás", sentimento ruim este hein.... Queria poder ao menos ter a amizade de pessoas que também estão no armário (o problema é que nunca sabemos justamente por estarem escondidos), assim talvez me sentisse menos sozinho. Sobre as postagens, também acho os textos muito bons.

      Excluir
    2. """"""Estudei, me formei, agora estou procurando emprego, achava q estaria melhor do que me encontro hoje, mas ainda estou só e no armário p/ minha família. Espero que com um emprego e uma certa liberdade financeira possa vir a me dar mais oportunidades de mudar minha situação atual. """""'

      A gente se lê um no outro =)
      Apesar de eu estar tecnicamente independente financeiramente por um periodo, isso ainda não me dá tanta motivação pra contar...
      Abordo isso num texto próximo
      abç!

      Excluir
  5. Senti muita falta dos textos aqui, fica ansioso por novas postagens, chegava a conferir toda semana. Triste você passar por isso, convenhamos que todos nós também passamos pela mesma situação, e que não falte em você inspirações para escrever, pq é uma coisa que você faz extremamente bem e que também não se sinta pressionado diante dos comentários. Foi muito inspirador o trecho "Sabe aquela sensação de ter a sua verdade e dane-se a dos outros? Um dia eles chegam lá..." Vem direto no meu pensamento a ignorância das pessoas ou o fato delas não quererem enxergar (meu pai, meu Deus!) não sei se foi esse o ponto kkkk. Estamos sim vendo parentes, amigos evoluindo "normalmente" eu passo por isso constantemente, aquele olhar familiar que diz "e você heim?". Logo com pouca idade (16 anos) eu estou passando pela aquela fase do pai questionar "ta passando da hora de arrumar uma namorada" e é aquela hora que você pensa "é o fim dos meus tempos". Muito tempo que acompanho o blog e vem me ajudado a colocar muitos pensamentos em ordem, ainda sei que vou passar por muitas coisas ainda e é isso, sem conclusão... :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso novinho!
      Fala por seu pai que vc não quer perder tempo com compromisso e que tá ocupado com os estudos, se vc não se sentir confortável de contar que gosta de rapazes ainda... Funcionava comigo =)

      Excluir
  6. É N.B, eu também me sinto um pouco como você. Não que eu queira também me casar agora, mas também tenho meus momentos de que a vida está estagnada, de que não consigo sair do lugar para alcançar as minhas vontades. Mas é assim mesmo, nem sempre vamos poder só sorrir. Eu se tivesse uma boa grana, já teria boa parte dos problemas resolvidos, pois é assim que vou conseguir muito do que quero na vida. Então, foque você também, em como dar um melhor rumo na sua vida. Passe um rolo compressor por cima de certas necessidades emocionais e carnais temporariamente, para poder tê-las depois de uma maneira melhor, se é que me entende rs. É chato e até difícil, mas as vezes não sobram outras saídas.
    E reconheço que talvez mais do que carência você tivesse sentido amor pelo seu primo, e provável que ainda sinta. Mas esqueça dele e viva sua vida, é melhor.

    ps: é meio corriqueiro isso, lances dessa magnitude geralmente acontecem quando não estamos esperando e por isso não nos preparamos para eles. Ainda bem que no dia do ocorrido relato o canal estava livre kkkkkkk. (só pra descontrair)

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, se eu tivesse grana também resolvia boa parte dos meus problemas... tipo ia afogar minhas mágoas em cachaça e festas e ser feliz, e depois gastar com isotônicos pra melhorar a ressaca, repetir o ciclo e não ter tempo de pensar nessas coisas tristes apoksopaks
      eh, a ideia do rolo compressor demanda bastante frieza e auto controle neh é um exercício constante =)
      grande abç!

      Excluir
  7. Eu comia meu primo e me casei aos 21 anos, mas me enganei, meu tesao eh por homens...
    Depois de 6 anos me separei e vivo solto e feliz.

    P.S- até neste blog o Ro Fers comenta... Essa boca me deixa instigado. Pegaria facinho kkkkkkkk.

    Fael.

    ResponderExcluir
  8. Deve ser algo no ar, NB
    Isso tá meio geral entre os que eu falo.
    Mas quer saber: se tá meio parado, é porque estamos juntando energias pra uma guinada. Sejamos otimistas e nos preparemos para o melhor que está por vir!
    Saudações aos semelhantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser, e o que vc falou de juntar energias tá super aplicável a mim neste momento =) vou ter um giro de 360 graus na minha vida (PEREZ, Carla)
      detalhes no prox texto!

      Excluir
  9. Essas coisas fazem parte da vida muitas vezes super movimentada ,outras vezes nem tanto. Se apegue as coisas que faz vc feliz e nao se cobre tanto ,se achar que sua vida precisa de mudanças faça acontecer . Nao acredito que seu amor pelo seu primo va alem da amizade simplesmente quando temos pessoas proximas fazemos certas comparaçoes principalmente quando definitivamente va mudar sua relaçao com seu primo. Eu nao acredito que fui o unico ser a nunca pegar um primo kkkkkk na minha epoca foram alguns amiguinhos que se diziam hetero o engraçado era que na outra semana estavam namorando e acabamos cortando qualquer tipo de relaçao por isso nao fico mais com amigos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não foi o único ser que não pegou um primo kkkkk. Eu também não peguei, mas fiz várias coisas com coleguinhas da escola e da minha rua.

      Excluir
  10. Oi N.B.
    Bom, eu tbm já tive relações com meu primo.. Todas as vezes que tínhamos oportunidades rolava essa brincadeiras. Inclusive as duas últimas foram bem sérias e calorosas.
    Depois de um tempo continuamos a nos encontrar como sempre, pois sempre fumamos juntos, mas ele nunca mais tomou iniciativa, que sempre vinha dele.. E eu também não tenho coragem. Desde entao eu me distanciei um pouco, pois comecei a perceber que estava sofrendo com isso.
    Hoje ele namora e tal, algo que pra mim é inexplicável e um tanto triste.
    Um grande abraço, e posso te dizer que te entendo, paz e amor.
    J.N.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi john!
      pena que se afastaram. Espero que vc ocupe sua cabeça com muitos outros boys e melhores que te façam nem lembrar dele =0
      grande abç!

      Excluir
  11. Tambem me deparo com isso as vezes. Porem nunca peguei um primo só senti muito tesao por um ao ponto de conseguir ver o pau dele na web cam e ter umas fotos que el mandou . é complicado as vezes me pergunto se minha vida esta legal? sorte a sua que ao menos aos 18 comeu e deu pro primo ... eu so perdi a virgindade aos 21 :(

    ResponderExcluir
  12. na boa, não acho que ele esta "seguindo pela vida e você não", as vidas tomam rumos e caminhos diferentes, nuna é muito cedo nemmuito tarde! fique tranquilo! abs... mas seu texto ficou bem excitante, aliás, como sempre suas fotos o são! rsrsr

    ResponderExcluir
  13. Oi N.B, tudo bem?

    Acompanho aqui há tempos. Tenho uma história parecida com a tua, comecei a experimentar minha sexualidade com meu primo durante minha adolescência, chegamos até a ficar durante um tempo e depois ele se afastou, acho que ficou confuso. Hoje em dia ele mora com a namorada nos estados unidos e voltou a falar comigo, mas o tempo fez seu trabalho e cada um segue seu ritmo, independente dos fatos - é uma jornada pessoal.
    Esses momentos de reflexão são duros, porém impossíveis de escapar.
    Espero que saias dessa melhor e mais forte.

    Abraços,

    aurélio

    ResponderExcluir
  14. Massa essa historia.fiZ um blog tbm..3 dia..vou v se t sigo aqi mto massa

    ResponderExcluir

#HTML10{background:#eee9dd ;}