Google+

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Um defeito perfeito


    Buscar as fotos que ilustram este blog me dá a oportunidade de passar o olho por um mar de homens perfeitos e esta é a minha parte preferida de publicar, tanto porque vem com a sensação boa de ter terminado um texto, tanto porque posso apreciar estas figuras que admiro tanto, e que me trazem um turbilhão de sentimentos. 
    Fico imaginando se sou apenas eu, e sinceramente espero que não, que fica muito impressionado com todos esses modelos. Talvez até um pouco transtornado no sentido de me sentir tão diferente deles. Fico pensando também se esse sentimento tem culpa, ou parte dela, no fato de eu apreciar a figura masculina, e principalmente, no fato de eu sexualizá-la.
    Esse meu exemplo, tão pontual e pessoal, abre espaço para levantar uma hipótese de que a propaganda da estética masculina afeta homossexuais de uma maneira mais intensa do que afeta a héteros. Não tenho casos de outras pessoas para sustentar essa hipótese além do meu próprio, e por isso tentaremos tirar uma conclusão a partir dos comentários dos senhores. 
    Podemos pensar em razões para sustentar esta hipótese. 
    Primeiramente, porque vaidade e preocupação com a própria imagem são tradicionalmente coisas de viado. 
    Numa outra abordagem, e mais séria, podemos dizer que desejamos ser o que queremos ter. No caso dos homossexuais, procuramos características nos nossos parceiros que gostaríamos que tivéssemos também, pois as achamos nobres e agradáveis aos olhos. Esta busca é, talvez, uma auto crítica às fixações que temos com a nossa própria aparência. 
    Também podemos imaginar que, ao se desejar ter a figura masculina adorada, o homossexual pode imaginar que outros homossexuais também desejarão pela mesma figura, o que pode dar um grande peso sobre esta figura para o homossexual desejar se parecer o mais próximo dela.
    E como explicar o maromba hétero comedor de vagina que idolatra a figura masculina musculosa? Não sei, mas suspeito que idolatrias de formas corporais e/ou pessoas vêm acompanhadas de uma carga de sexualização desta mesma imagem ou pessoa por quem idolatra. Talvez o comportamento hétero do maromba seja apenas externo, e internamente ele deseja sexualmente o que idolatra, mesmo que negue a si próprio. Ou talvez ele não deseja ter o que quer ser.
    Nesta conversa sobre quem está mais impressionado por estas figuras, sempre me vem à cabeça as tais campanhas pela real beleza para as mulheres, pois ao mesmo tempo que a idealização da imagem feminina causa transtornos como bulimia e anorexia nelas, a idealização da imagem masculina também pode causar transtornos para nós homens. Nem por isso temos campanhas direcionadas a nós...

    A super exposição às imagens de modelos pode causar depressão, exatamente por serem inatingíveis, e também pode estressar uma característica controversa nas pessoas, que é a superficialidade pela super valorização do exterior. Não é pra menos, pois somos animais visuais, e também porque o exterior é altamente capitalizado.

    Não sei se este é o momento em que falo que devemos valorizar menos o exterior, porque debaixo de toda pele não há beleza e porque o tempo é ingrato com o corpo. É tipo aquele papo de que dinheiro não traz felicidade. É verdade, não traz felicidade necessariamente, mas pelo menos traz conforto na tristeza, ou paga um bom psicólogo. Neste mesmo raciocínio, o exterior é importante sim, e muito, pois expressa saúde e status, além de ser o primeiro contato que o mundo tem contigo, te dá conforto e segurança psicológica, além de abrir as portas do mundo pela beleza.

    Nesse aspecto, o que nos salva de entrar em profunda depressão por não sermos perfeitos como aquelas imagens todas é saber que também ninguém é perfeito. Numa conversa com um ex modelo, ele salientou que as pessoas nem imaginam o trabalho que existe por trás das fotos: horas de maquiagem, horas de photoshop e uma sessão de 200 fotos para se tirar uma que preste. Inclusive ele estava satisfeito com a própria aparência antes de começar a carreira de modelo, mas começou a achar defeitos em si próprio com o tempo.

    Felizmente, a ideia da figura adorada varia de pessoa para pessoa, e mesmo que seja mais comum se encontrar pessoas que busquem por um dos modelos tradicionais de homens altos, fortes e brancos (e héteros), outros podem achar que a imagem tradicional é musculosa demais, branca demais, alta demais, etc etc. A partir da premissa de que todos tem imperfeições, não necessariamente físicas, fica mais fácil imaginar que existe alguém no mundo capaz de achar beleza nos nossos defeitos, e seremos perfeitos para quem importa.
    E quanto aos senhores, vocês acham que gays são mais sensíveis à propaganda da estética do que os héteros? Ou tanto quanto? 

Um grande abç, e bom fds a todos =)
N.B.
-----------------------------

40 comentários:

  1. Caro NB,

    Já cheguei nos vintão e sem me relacionar com nenhum cara. Mesmo vivendo num blindado, quem quem quer sempre dá um jeito.

    Acho que o problema é, apesar de ter uma aparência legal, não me senti "perfeito" para outro cara que não é perfeito. Um cobrança interna para entregar mais do que o que vai receber.

    Respondendo a pergunta, acredito que não haja distinção de sexo ou orientação. A sensibilidade é mesma, mas uns aguentarão "a dor" mais que outros. O segredo é "controlar a mente" (leia-se, mentir para si mesmo, distrair-se e fingir que não se importa).

    P.S.1: complementação a resposta
    http://4.bp.blogspot.com/-xi-os_LJHAc/UauDw5_ZISI/AAAAAAAAAxY/YK1CmElAWTc/s640/14.png

    P.S.2: tirinha traduzida aqui
    http://1.bp.blogspot.com/-k34mbns4K3Q/UdS4tEEiRzI/AAAAAAAAA6I/ILwv2S3A8lM/s640/22.png

    P.S.3: acho que tava com saudades de você

    P.S.4: aquele player do Grooveshark só com 01 (uma música)? e não uma playlist? ok ok ok... a gente finge que acredita
    http://31.media.tumblr.com/05676da2ab1f9026383df999bce9f1a9/tumblr_mgeg5lHYMc1rhw5k5o1_500.gif

    Abraço,
    Anônimo Insoniado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho a solução para os seus problemas!!!!
      Que tal começar com sexo no escuro? Acho que ajuda muito a tirar um pouco de paranoias da aparência. Mas fica susse, tenho amigos de 23 anos que são supostamente héteros, e virgens também.

      É, só uma música mesmo. Acho que o povo não teria paciência de escutar uma playlist

      Também estava com saudades de você =)

      P.S.: 05:16? Insomnia is strong with this one.
      grande abç!

      Excluir
    2. Deixa seu email disponivel. Quem sabe...

      Excluir
  2. Bom, autocrítica é sempre bom para que nós saibamos onde corrigir nossos defeitos. E confesso que esse seu pensamento também tem sido meu já faz um tempo. Mas desvio das suas quando associo essa imagem do corpo perfeito à um estimulo a minha homossexualidade, uma vez que se eu nunca o visse, o perfeito (o qual sinto atração por homens e a nada mais praticamente), será que um dia eu teria me visto atraído por homens?

    Mas deixando de negar minha homossexualidade, conheço um camarada que depois de começar a engenharia decidiu focar na "medicina anatômica" voltada para pessoas que procuram ter corpos esculturais e, adivinhem: a cada dia que se passa ele vem se revelando/aceitando cada vez mais. Então, desculpe aos que não concordam, mas acho que fixação com o corpo em busca do perfeito pode sim indicar alguma atração física pelo semelhante. Claro que daí só falta a busca pelo sentimental, que resultaria em uma união perfeita entre os dois.

    Por outro lado, conheço algumas contra provas. Bom, pelo menos eu não os considero corpos esculturais conforme formulados pela mídia, porém a união se mostra tão estável e tão firme que chego a me perguntar eles foram atingidos por essa definição geral de perfeição. Talvez ao seguir o próprio coração ignorando o que toda a sociedade fala e aceita o amor prevaleceu sobre os instintos, juntando-os para uma felicidade duradoura.

    Ou seja, concordo com o Anônimo Insoniado, tudo depende de cada um, dos conceitos individuais próprios e dos conceitos importados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei dizer se o contato com a imagem ideal do homem tem influência na moldagem da sexualidade. Talvez seja sensato dizer que tem alguma, uma vez que existe beleza ali para quem admira, e o apreço por tal pode pesar sobre algum tipo de desejo.

      Pegando outro exemplo meu, pontualíssimo, creio ter começado a apreciar a imagem masculina antes de ter sido exposto à ideal, até onde me lembro. A partir disso, não pode-se concluir nada sobre o que propuseste no 1o parágrafo. Ou pode ter me afetado subconscientemente... São muitas variáveis para se considerar e tentar tirar uma conclusão, mas também tem me parecido sensato afirmar a que propaganda afeta pessoas diferentes de formas diferentes, independente da sexualidade.
      Grande abç!

      Excluir
  3. Oi, N.B, também gosto bastante de ficar vendo fotos de modelos e admirar a beleza deles, porém nos temos impressões opostas acerca do tema.

    Por exemplo eu guardo as fotos dos que eu mais gosto e vendo as fotos, eu percebi que não desejava ser nenhum deles, eu queria ter eles para mim, não parecer com eles. Eu queria parecer com alguém que atraísse a atenção desse tipo de garotos.

    Eu não gosto tanto assim da figura tradicional, porém é com ela que eu queria me parecer, já que a maioria gosta. Eu por exemplo até acho bonito a altura, porém se a pessoa não for excessivamente baixa não faz diferença negativamente.

    Não gosto tanto assim de meninos fortes, prefiro meninos magros e com rostos bonitos e até mais delicados do que o tradicional.
    Exemplos: Lachowski, Alex Heerema Jonathan Dalcin, Nicolai Otta, Timothy Kelleher e Toby Binge.
    -----------------------------------------------------------------

    Agora a pergunta que não quer calar, eu entendo o fato de outros homossexuais gostarem de homens altos, fortes e brancos, mas eu não entendi porque "hétero" está incluindo como característica.

    Qual a vantagem do cara ser hétero? Porque o hétero é desejado?
    A minha opinião sobre isso é que a última coisa que eu quero como características nos caras que eu admiro é que eles sejam heterossexuais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rubens, talvez o N.B tenha usado o termo "hetero" para dizer aqueles que são gays, porém são mais discretos, masculinizados e tidos como os verdadeiros homens.
      Ou seja, da maneira como a sociedade vê.
      Abs.

      Excluir
    2. É verdade, também pensei nessa possibilidade. Mas você não concorda que dentro do meio gay há uma erotização um tanto estranha da figura masculina heterossexual?

      Eu percebo isso direto em vários textos que eu leio, esse aqui é só um deles: http://www.paramocinhos.com.br/2008/05/dicas-de-como-pegar-um-htero.html

      Excluir
    3. Rubens concordo com o Caio e vc está certo na parte em relação a esse desejo e erotização por esse rótulo em específico.

      Excluir
    4. Rubens, seu caso desconstrói a hipótese sobre 'querer ser o que se quer ter', mas vou tomar isso como um caso isolado para não perder esta hipótese já tão cedo. Será interessante ouvir sobre isso de mais pessoas, e quero até deixar esta pergunta mais explícita para o pessoal aqui.

      O meu gosto, basicamente, é o que coloco nas fotos, e acho que eu gostaria de ser algum destes modelos. Quando eu disse que 'desejamos ser o que queremos ter', tomei o meu exemplo como verdade para basear esta afirmativa, e estou tentando generalizar este pensamento agora. Seria interessante se você fosse a exceção para validá-la, pois ajudaria a compreender a forma como algumas pessoas pensam.

      Notei o que você quis dizer com rostos delicados, e tenho percebido que um certo grupo de gays converge para este tipo de gosto. Deixa eu tentar achar um padrão aqui, abusar da minha indiscrição e perguntar tua idade? =)

      Sobre o 'hétero' que citei, foi apenas como parte da figura de homem tradicional, expressa na postura e outros traços do comportamento da pessoa, como o Caio sugeriu. Sobre a erotização da figura do hétero, bom... Esta dá pano pra manga, ou pode ser resumida em uma tese controversa: o homem que tem carga da doutrina machista (ou que foi moldado conforme o machismo) é absolutamente desejado, apesar de toda a crítica. Mas dá para desenvolver isso melhor. Ou não.
      Enfim.
      Grande abç!

      Excluir
    5. Oi, N.B, acho sua tese bem válida em diversos casos, incluindo o seu, eu me vejo também como uma pequena exceção a esse caso.

      Eu vou dizer minha idade, até porque nesse post: http://www.armarioembh.com/2013/04/que-tal-um-novo-amigo.html muito gente disse a sua. Eu tenho 17 anos (quase 18, meu aniversário é em novembro) e a família interna (pai, mãe, irmãos) já sabem da minha sexualidade, entretanto a família mais afastada não sabe.

      É estranho esse desejo em relação ao homem machista e hétero, eu particularmente acho que ter esse desejo não é muito bom.

      Excluir
    6. Já que tocaram no assunto, sobre a erotização do homem heterossexual por alguns gays, eu sinceramente acho uma burrice. Qual o problema de um homem ser gay e ser masculinizado, ou seja, ele é tudo o que os que o apreciam querem e ao mesmo tempo há no mínimo 1% de chance de você poder chegar nele rsrs, pois ele também é gay. Agora, como um cara que não se interessa por você nem por outros do mesmo sexo que você pode ser seu objeto de desejo? Aí só iria criar uma vontade tão grande e após uma enorme frustração por impossibilidade total de se realizar. Eu realmente não entendo esse povo que pensa assim.

      Excluir
    7. Caio, acho sua proposição absolutamente pertinente ao questionar o QI do desejo pelo homem hétero. Acho que acima chegamos a um consenso de que características do hétero tradicional são, sim, atraentes ao olhos dos gays, e por isso você questiona por que não valorizar o gay que age como hétero.
      Nesse ponto, eu imagino que o gay masculino é sim muito valorizado, e inclusive está com preços em alta por sua falta no mercado de carnes. Mas imagino que, pelo comportamento masculino tradicional ser tão valorizado, a erotização do homem hétero acontece de maneira involuntária, e acabamos por nos apaixonar/desejar estes homens que são héteros "por dentro e por fora", levando à frustração que você mencionou.
      Eu por exemplo sempre me pego com paixonites agudas severas por alguns destes exemplares, e acredite, é mais forte que eu. :\

      Rubens! Desconstruiu outro padrão que eu procurava formar. Tentava concluir que um gosto por rostos mais delicados é mais comum entre pessoas de idade mais avançada. Mas vou te botar no grupo das exceções de novo =)
      Grande abç!

      Excluir
    8. Pois é N.B, eu bem sei como são essas paixonites involuntárias por eles. Saí de uma há um tempo atrás e quase comecei a cair em outra recentemente. Mas esta última, não foi muito por amor, mas sim por carência. Porém, não quero repetir erros e portanto me controlo bastante para que minha mente não crie fantasias que depois meu corpo vai exigir que se realizem rs. Ainda busco homos, assim, genericamente parecidos com os que você também busca (pelo que percebi do seu gosto), e "mato" o desejo pelos impossíveis antes que ele cresça. É chato fazer isso, mas não há outra alternativa. E isso cai numa observação minha: por que homens realmente héteros não se atraem nenhum pouco por outros homens (igual aqueles que gostam de dizer que todo mundo é bissexual, o que para mim é besteira) e alguns gays dizem ficar com mulheres? É como se somente os homos fossem flexíveis em alguns pontos e os héteros não (e aqui nem sequer menciono o fato do machismo que os impede de demonstrar isso, mas sim o próprio gosto pessoal, isto é, independe deles quererem). Do ponto de vista prático é muito injusto :(
      Bom, acho que uma boa parte disso vem daquele lance de que alguns homos não aguentam esperar encontrar um cara bacana na vida e por não estarem afim apenas de sexo (que é o que mais acontece), partem para relações com mulheres na busca de carinho, atenção e romance, mesmo sabendo que não se completam assim.

      Abs.

      Excluir
  4. Comecei a apreciar o corpo masculino e é claro a estética masculina considerada idealizada pela maioria, aos 16 anos. Até hoje não sei a razão pela qual comecei a me atrair por esta fisionomia dos homens. Oras, se sou homossexual, porque outros tipos de beleza masculina não me atraem ou não me atraem tanto quanto? E o pior é que isso foi automático, ou seja, meu corpo por impulso reage mais a este tipo de estética desde o começo. Será que "inconscientemente" minha mente já captava esse padrão estético desde a idade mais tenra ou em boa parte é mais natural mesmo? Bom, são indagações interessantes, mas não estou mais interessado em buscar as repostas, pois elas já não se fazem mais necessárias no atual momento de minha vida.

    Eu já me apaixonei por garotos que são um bocado diferentes do que eu idealizo para mim, então vejo ser possível sim me atrair pelo que foge do que eu costumo procurar encontrar. Acho também que o padrão estético que eu e muitos outros buscam é mais pela atração do momento, só para uma relação sem compromisso. E isso vai de encontro com pesquisas feitas com indivíduos heteros que relataram gostar das gostosonas peitudas, loiras e sexys para casinhos passageiros e das mais "mais ou menos" para romances ou relações mais firmes. É claro que tudo depende, pois afinal a ideia de no futuro namorar um bonitão ainda se faz na minha cabeça rsrs.

    Vejo que muitos gays, até os que dizem que não, quando tem uma oportunidade de ficar com um cara saradão não dispensam. Então, será que a mídia a partir dos anos 1980 influenciou muito e ainda influencia para que sejamos perseguidos por estes ideais? Em parte sim, vemos isso na maneira com que a maioria se manifesta diante desse tipo de beleza. Foi como o exemplo do modelo que você deu, que começou a achar defeitos em si depois de iniciar a profissão e se comparar a outros tidos como "melhores" em corpo.

    Por fim, não vou ser hipócrita, eu desejo ter um corpo bacana do ponto de vista alinhado e torneado e me esforço para isso, mas não sou fanático, eu tenho meu limite, não precisarei ficar perfeito como muitos modelos são, ainda que as vezes estes fiquem assim utilizando-se de ferramentas perigosas as suas saúdes. E sim meu caro, não é só você que ama olhar e analisar bem afundo as imagens que procura e coloca nas postagens, eu também amo isso. A estética masculina é maravilhosa. \o/

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pow, acho muito legal que você consiga dar menos peso a o que você idealiza como parceiro. Suspeito que eu, assim como outro comentário por aqui, sofra da síndrome da Disney lol

      Ah, já tinha ouvido falar de alguma dessas pesquisas que você mencionou, e enquanto lia seu comentário me passou pela cabeça uma teoria de conspiração sobre elas.

      Imagino que esta seja uma generalização que não seja tão controversa, mas me atrevo a dizer que todos querem o melhor para si. A partir disso, o hétero que diz que não quer ficar com a gostosona para namorar está dizendo que as menos tops são parceiras melhores. Isso não faz sentido, porque da mesma forma que se acha mulheres tops bom uma cabeça legal, também se acham mulheres não tão tops com a mesma cabeça legal. Especular sobre a frequência de ocorrência do número de mulheres que sejam inteligentes e simpáticas nos grupos de mulheres bonitas e no de não tão bonitas será baixo e preconceituoso. A partir disso, o cara dizer que prefere as menos tops para namorar é pura covardia e conformismo, pois ele sabe que, ou sofrerá muita pressão, ou que não tem capacidade de seduzi-la. #bandifrouxo

      Grande abç!

      Excluir
    2. Sabe N.B agora que eu me lembrei de outro fator: nós humanos também somos animais e como tais buscamos nos relacionar com os melhores espécimes, fazendo uma boa seleção, ou para nos dar mais prazer ou para gerar crias que serão bem sucedidas no futuro. Acho que boa parte desse senso de estética, que como eu já disse também vem da influência da mídia, também se deve a esse lado digamos mais "primitivo". Bom, quem não quer estar com um gatinho e ainda por cima culto e seguro de si? hehehe
      Espero que os encontremos no momento certo.

      Ah se quiser, conte sobre a teoria da conspiração em relação ao assunto que você pensou.

      Abs.

      Excluir
    3. Faz tanto tempo que escrevi aqui que acabei me esquecendo do que se trata essa teoria lol

      Mas gostaria de acrescentar um ponto sobre o papel da mídia na construção dos valores estéticos. Imagino que ela não dita o que deve ser seguido, mas apenas reproduz o senso comum. O que aparece na TV como algo 'bonito' é apenas um resumo de tudo o que a sociedade considera como bonito. Vide os quadros antigos da renascença, que reproduziam o senso comum de beleza da época, mas contrastante com o atual. Tem muita demonização da mídia no aspecto dos padrões de beleza, e muitas das vezes acho que essa demonização não faz muito sentido. Na verdade, essa discussão é muito transcendental: em qual direção é a imposição dos padrões? Da sociedade para a mídia ou da mídia para a sociedade? Quem veio primeiro: o ovo ou a galinha? :P
      Grande abç

      Excluir
  5. NB, como publicitário tb já havia me questionado isso. Acho que pela beleza do homem ser mais natural, sem artificios de maquaigens e cabelos, etc. acho homem lindo, não por ser gay/bissexual, ams por achar a beleza do homem mais natural.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ironicamente eu acho mais provável encontrar mulheres naturalmente bonitas num determinado grupo com X indivíduos do que homens bonitos num grupo com o mesmo número de indivíduos lol Sou muito chato com a beleza masculina :P

      Excluir
  6. Embora acho a beleza feminina fantástica, principalmente no conjunto da obra: exterior e interior, também admiro muito a beleza masculina, talvez aí esteja a causa da minha tendência à homossexualidade. No meu caso talvez seja impossível entrar nos padrões de beleza exigidos, por isso não faço nem esforço, mas confesso que queria muito ter corpo escultural, pois a minha autoestima se elevaria bastante. Mesmo considerando o caráter mais importante, muitos de nós por termos anatomia masculina primeiro somos atraídos pelo físico e isso deve ser algo característico do gênero masculino, independente da orientação sexual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filho, escuta o pai. Melhorar o corpo e se parecer mais atraente é questão de investimento de tempo e dinheiro. É preciso investir em si próprio também, não apenas em conhecimento e cultura. Afinal, teu corpo é tua casa mais íntima, e merece atenção. Não existe caso perdido :P

      Excluir
  7. Eu não acredito em apenas um padrão de beleza masculina, há uma pequena coletânea de tipos físicos ideais divulgada por aí. Dessa forma, é mais fácil que você se identifique com o seu ideal pessoal.

    A busca pela melhora do próprio corpo se relaciona à necessidade de sermos assim (perfeitos) imposta pelo capitalismo e mídia. Ou à impressão de que temos que ser assim para conquistar mais parceiros. Nesse caso, héteros e gays seriam igualmente afetados, sob meu ponto de vista.

    ResponderExcluir
  8. Tem todo um conjunto de influência social. Acredito que a maioria dos homens não valoriza a vaidade por conta da associação de beleza e cuidados estéticos com o público feminino. Então como nenhum homem diante da pressão social pela imposição de um padrão masculino a ser seguido, busca sua vaidade através daquilo que é aceito e associado a figura masculina, a força. O homem vai a academia por que está buscando ser mais forte e como consequência atraente as fêmeas.

    Não vou dizer para vocês que não possuo um esteriótipo idealizado. Sou um cara magro que estou indo a academia para ficar com corpo legal e espero encontrar um cara que seja parecido comigo, não necessariamente um clone. Até mesmo por que não será apenas o corpo que manterá um relacionamento estável. O corpo é um fator de atração e desejo sexual, mas para o convívio será necessário outras variáveis como condicionantes para manutenção de uma relação.

    Algo que comecei a observar é que a beleza é um conjunto que envolve corpo, estilo de vida, atitude, trejeitos e comunicação. Quando observamos alguém inicialmente já observamos de cara corpo (magro/gordo, alto/baixo...), estilo (como se veste, se cuida, se perfuma...) e trejeitos (voz, andar, gesticular...). Isso considero pontos iniciais que em um raciocínio lógico particular a cada um, nós conduz ao ser que desejamos, que nos despertam os prazeres carnais. Nesse momento, nosso cérebro realiza o raciocínio considerando todos os dados e diz o quanto é sexualmente atraente diante dos nossos critérios. Basicamente é o contato com a capa do livro. Depois em conversas vamos observando características como gosto musical, leitura, entretenimento de um modo geral, ou seja o conteúdo desse livro, para ai sim chegar ao que entendemos como um parceiro desejável para constituir um relacionamento durável.

    É importante sempre está disposta a experimentar aquilo que foge dos nossos ideais, logicamente com parcimônia. Um gordinho inicialmente não terá chances comigo partido do contado meramente visual, mas nada impede que seu papo, seu conteúdo sejam compatíveis comigo e me leve a beijá-lo e o beijo dele sendo maravilhoso me conquistem. =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei desse comentário, penso da mesma forma. As características físicas são só uma primeira impressão e que a personalidade é um ponto analisado a posteriori.

      Fazendo uma analogia a beleza funciona como uma bala de revolver (rapidamente) e a personalidade, a inteligência e outras coisas nessa linha funcionam como um veneno (lento e gradualmente). Ter os dois seria ideal, mas como vocês sabem é um tanto raro.

      Seu último paragrafo é bem bacana.

      Excluir
  9. "Quem procura a perfeição só consegue enxergar a metade vazia do copo d'água."

    Acho que, a partir disso, creio que essa busca pelo corpo perfeito (ou cara perfeito) pode ser perigosa. Creio que as coisas funcionam mais no ritmo do "deixa a vida me levar" desde que eu aponte o caminho. Parece contraditório, mas garanto que não o é :)

    ResponderExcluir
  10. É muito bom ver e ser o belo, o perfeito , enfim o tudo de bom. Enche os olhos, massageia o ego, produz até uma certa "energia narcisista". Tudo precisa e tem o seu ponto de equilibrio. Infelizmente, vivemos numa sociedade apelativa que impõe a beleza exterior e quantos milhares que são belos e perfeitos aos olhos de muitos , e tem uma alma e um espírito opresso e podre, cujas "janelas" do corpo ao serem abertas, exalam carnificínia que põe tudo a perder , e com isso toda essa beleza e perfeição desaparece. É bom e é necessário se cuidar , pois faz parte dos principios para uma vida saudável, mas a beleza não é e não será o pilar principal da vida , para que os indivíduos vivam em comunhão e venham aprofundar um maior grau de afetividade. Um dia , contemplei um nú masculino, e na foto haviam diversos rapazes e cada um apresentavam suas características, apesar de todo fotoshop que os tornavam num "grau de perfeição" para divulgação. De uma certeza tive, que ao apagar das luzes daqueles holofotes, seriam pessoas como eu, sejam eles grandes ou pequenos , voltariam à normalidade da vida. Acredito que o belo, o perfeito é aqueles ou aquilo que, quando os holofotes apagam continuam irradiando luz que trazem calor e vida a outrem e é aí que está o segredo da essência do belo ou do perfeito, pois cada um tem suas especificidades e características que compõe esse mosaico chamado seres humanos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentário muito profundo, nem vou acrescentar nada!
      Obrigado por contribuir com o blog =)

      Excluir
  11. https://www.25mgdeamytril.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tirem https://wwww. (deletem) : eXcL - UAU m

      Excluir
  12. "E como explicar o maromba hétero comedor de vagina"
    Que bosta de texto. Definiu a mulher toda pelo órgão.

    ResponderExcluir
  13. Faz tempo que o Nabu não posta... acho que ele saiu do armário e deixou a gente aqui sozinho e trancado no escuro. Pelo menos estamos juntinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fã, tenho mais o que fazer...
      .
      .
      .
      Na verdade tô com problemas de saúde. Já volto, não se desespere!

      Excluir
    2. Ok, Xuxa. Desculpe por sentir saudades.
      http://2.bp.blogspot.com/-7aX5FXlOf68/UcZw-J4Yt9I/AAAAAAAAPI8/WAVNwTWNHXo/s1600/dando+muito+ne23.jpg

      Excluir
    3. Fã, deixa de ser dramático. Assim fico com a consciência pesada.

      Excluir
  14. Oi NB. Gostei muito deste teu texto. Desculpe pelo excesso de honestidade, mas teu blog está precisando de mais postagens com a qualidade desta. Digo, gosto muito mais dessas reflexões mais práticas, porque às vezes sinto que você escreve textos longos e que no fim não dizem nada.

    Respondendo a este post. Concordo, baseado na minha experiência, que os gays sofrem mais com tantas imagens de homens bonitos na mídia. Eu, ao contrário de você, não gosto de ver as fotos dos modelos, pois quero chegar lá, me esforço, mas outros motivos me impedem de concluir. Enfim, é bem frustrante pensar assim e evito para não ver fotos do tipo para não ficar deprimido.
    Só discordo quando você citou os caras héteros que admiram a figura masculina. Acho que nem tudo se relaciona com o desejo sexual. Acho que seja possível um cara ser exageradamente metro e heterossexual - e isso nem é tão incomum.

    Já comentei em outras postagens, mas não me lembro como me identifiquei, por isso, me chame de anônimo esquecido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi seu anônimo! Fico feliz que tenha gostado =)
      Não se preocupe com a praticidade do teu comentário. Estes são os que nos fazem crescer mais.
      Grande abç!

      Excluir

#HTML10{background:#eee9dd ;}