Google+

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Meu armário incoerente

    Às vezes sou questionado por leitores se desejo sair do armário, ou porque ainda não saí já que defendo todas essas ideias de aceitação e tenho uma opinião bem resolvida quanto à homossexualidade. Com o espírito de ano novo, resolvi falar exclusivamente de mim nesse texto, fazer um balanço do ano passado e dizer o que mudou desde que comecei o blog.
    Não falo muito sobre mim. Acho que quem visita o blog não está interessado em ler um diário ou ler sobre o que ocorre na vida de um estranho. Eu, pelo menos, não gosto de ler sobre um qualquer, não me acrescenta em nada. As pessoas a quem me interesso ouvir sobre a vida são poucas e chamo de amigos. 
    Também não escrevo muito sobre mim porque não me acho uma pessoa interessante. Minha vida não é baseada em festas e muitos litros de álcool, eu apenas me concentro na minha graduação e às vezes esqueço de cuidar de mim mesmo, ou, como dizem alguns, de curtir minha juventude. Eu diria que curto a minha vida, da minha forma e não como os manolo que usam corrente prateada e boné que postam  fotos de festas no Facebook. Mas eu divago.

2011 foi um ano de muita mudança para mim.
    Foi nele em que eu aceitei a minha sexualidade completamente e decidi começar o blog. É tudo ainda muito recente como vocês podem ver pelas mudanças de ideias ao longo dos textos. A intenção ainda é a mesma, porém: levar a mesma aceitação que eu pude experimentar para quem ainda reluta.
    A questão de estar no armário foi o maior diferencial de 2011. Quando comecei o blog, apenas um colega de turma que tinha me pegado na webcam e uma amiga sabiam da minha sexualidade, como já descrevi. Ao longo do ano, numa discussão que tive com um dos meus colegas de apartamento que estava fazendo especulações sobre minha sexualidade, deixei implícito que não se tratava apenas de especulação, mas de realidade. Pulando os detalhes, apenas lembrei-o de que ele não paga as minhas contas e por isso não devo eu dizer pra onde saio, não devo pedir permissão para trazer um 'amigo' pro meu quarto e que ele só deveria reclamar de eu estivesse incomodando-o de alguma forma. Terminei com uma pergunta: 'se tiver um gay nesse apartamento, é um problema?'. Ele prontamente disse não, mas caso não tivesse eu já estava disposto a não ficar tão implícito quanto estava. O outro colega de apartamento presenciou tudo, o que me deixa pensando que ele também sabe.
    Uns meses depois, por meios obscuros, foi achada pornografia gay no computador do rapaz que especulou sobre minha sexualidade, o que reforça a ideia de que aqueles que ficam fazendo piadinhas ou acusações querem tirar a atenção de si para que não descubram sobre eles. Ele ainda não sabe que eu sei, e que o outro colega de apartamento também sabe da pornografia. Enfim.
    Eu deveria ter reportado no blog, dada a importância, um fato que aconteceu bastante recentemente, há pouco mais de um mês, e que me fez me sentir muito bem. Me refiro àquele meu antigo amigo o qual eu tinha uma paixão platônica mal resolvida e que eu citei ao longo de muitos textos mais antigos. 
    Foi uma paixão doentia que durou 5 anos e que, finalmente, eu superei esse ano. Superei e ainda contei para ele sobre minha sexualidade. Foi uma conversa que imaginei por anos e anos, todos os discursos preparados e todas as possibilidades de reação. No final, não foi programado e conversamos num Subway por algumas horas. Ele se mostrou compreensivo, disse que é possível continuar a amizade e reagiu da melhor forma que eu podia esperar - irrelevando. Talvez pelo fato de ele estar namorando, isso o deixa mais seguro em ter um amigo gay. 

Perspectivas para o futuro
    N.B. é um rapaz para casar. Desde pequeno fiz os planos para casar-me com uma mulher, morar num bairro tranquilo, numa casa com 3 ou 4 filhos e 2 cachorros Golden Retriever. Bem, será que fui eu quem fiz esse plano mesmo? Ou meus pais? Ou a minha querida sociedade? Isso parece mais com um filme americano que mostra uma família feliz de classe média num subúrbio...
    Eu continuo com esse plano. A única diferença é que troquei a mulher por um marido. É uma pena porém que não será fácil encontrar creme para as mãos na casa como se fosse vivendo com uma mulher... Mas isso são detalhes.
    Sim, eu ainda vou formar uma família, estável e respeitável, tenho muita esperança, mas isso ainda esbarra em dois problemas: minha independência financeira e um marido de fato. O primeiro só será resolvido em uns 2 anos, quando me formar. Quanto ao segundo, tive a sorte de conhecer alguns rapazes muito interessantes nesse ano, e até tive um relacionamento de uns meses com um deles. Ou um pseudo relacionamento, já que não era declarado, mas mesmo assim eu contarei como meu primeiro relacionamento com um homem. Isso me fez abrir a ideia de que é realmente possível um relacionamento com um homem, e não só sexo como sempre tinha ocorrido.
    Para o futuro também, quero contar para os meus pais, ainda sem previsão. Creio que é só isso que falta para abraçar minha viadagem inteiramente. Estive pensando que até faria bem à relação com a minha família. Não sei se teria mais assunto com minha mãe, mas faria bem a minha irmã, que tem muito ciúmes de mim. Existe aquela competição entre irmãos e creio que a minha necessidade de ser o melhor e ser muito focado nas coisas que eu faço (talvez para compensar a minha antiga culpa de gay) fez mal a ela. Talvez se ela visse que tenho um 'defeito', ela ficaria mais confortável.
    O armário é um estado de espírito. Estar no armário não significa apenas esconder a sexualidade de todos, mas de si próprio. Hoje, eu não me considero mais no armário pela minha aceitação, mas já não posso mudar o título do blog. 
    Para 2012, quero propôr aos senhores que trabalhem na aceitação da sexualidade, que vejam isso como uma vantagem e não uma maldição. A partir do momento que se aceitam, o mundo inteiro muda. Tudo parece melhor, acreditem =)
Tenham esperança e trabalhemos juntos por um mundo melhor!
Um abç e um ótimo ano!
N.B.

58 comentários:

  1. tanto texto sobre aceitação, tanto vc mesmo falando como se aceitou, e no fim ser gay é um defeito? mesmo entre aspas, essa frase é o que explica porque você ainda está no armário, porque ainda é um defeito, no dia que se tornar sua melhor qualidade, ai sim, vc vai sair ORGULHOSO do armário.

    ResponderExcluir
  2. Foxx, ele colocou aspas em defeito porque é oq a sociedade acha sobre a homossexualidade não oq o N.B pensa sobre... Quanto ao texto é engraçado pois estou passando por um momento bem parecido com o seu, comparado a 2010 minha perspectiva do futuro mudou totalmente(achar um cara lgl,adotar e enfim ter uma vida confortavel nada que qualquer um n deseje).
    Boa sorte pra vc N.B e quem em 2012 as coisas possam ficar mais "as claras".
    um abraço =D

    ResponderExcluir
  3. Senhores, obrigado pelos comentários!
    Foxx, assim como Rafael disse, 'defeito' aos olhos da sociedade e, provavelmente, também aos olhos da minha irmã.
    Rafael, desejo-te o mesmo =) 2012 será um ano mara gaga.
    Um abç.

    ResponderExcluir
  4. Sim concordo que que quando deixamos tudo as claras as coisas fluem melhor.NB fico feliz por vc.
    Acredito que a medida em que vc for mostrando as pessoas qual é realmente sua orientação sexual tudo ficara melhor.Isso é um processo gradual.
    Não que elas precisem saber mas isso será bom pra vc.
    Eu particularmente não estou preparado para fazer isso.Acredito que viverei no armario por muito tempo.Penso como vc pensou em fechar o meu para sempre.Mas vou ver isso mais adiante.Vou me focar na minha vida profissional agora.
    Bom espero que tudo dê certo pra vc nesse novo ano tanto profissionalmente como no emocional.
    Que vc encontre um cara massa que te faça feliz.
    Abraço!!!

    ResponderExcluir
  5. kra,me identifico muiito com vc,somos bem parecidos nos pontos de vista, moro no Rio de Janeiro,infelizmente um pouco longe rsrs.
    Mas ainda não me assumi a meus familiares e tenho muito medo disso.
    Sei q é dificil e quase impossivel isso q vou pedir,mas eu queria muuuuuito conversar com vc,sei q vc nao vai falar comigo,mas não custa nada pedir né =/

    ResponderExcluir
  6. NB

    da uma passadinha no seu orkut ^^

    tem uma coisa la que eu queria q visse

    ResponderExcluir
  7. cara serio msm tu nao sabe como me ajuda com seu blog sem palavras pra descrever. simplismente TUDO q vc escreve cara de certa forma tem utilidade na minha vida meus parabens pelo blog e por ajudar tantas pessoas q como eu passam dificuldade de aceitação e convivencia com isso
    um grande abraço rapaz

    ResponderExcluir
  8. Acho que não é só eu que me identifico com você, várias pessoas que visitam o blog também... Seus textos são fantásticos, deve ser uma terapia escrevê-lo.
    Torço para que ache um cara bem bacana! e eu estou necessitando também ><
    Ao longo do tempo estou me aceitando mais, pesquiso muito, adoro ler blogs, principalmente o seu, que acredito ter ajudado muita gente assim como eu.
    Ah e também queria muito poder conversar com você se puder :D
    Tudo de bom, abraço!

    ResponderExcluir
  9. aee japa!
    muito pode se resumir a isso mesmo: terapia! =)
    poderia recomendar a todos os leitores que escrevessem um blog, tanto para tentar organizar ideias ou ate forma-las. É muito bom, e também pelo fato de poder ajudar.
    Um abraço, senhores!
    N.B.

    ResponderExcluir
  10. Boa noite pessoa,
    eu acompanho o blog desde sua primeira postagem, e tem me ajudado muito com minha aceitação, também vivo no armário, mas neste ultimo ano resolvi me testar, e descobri que existe um mundo lindo la fora, que aceita suas opções, é claro sempre há aqueles que não tem a cabeça aberta, mas o blog me ajudou nas horas mais complicadas.
    N.B espero que nesse ano você alcance todos seu desejos, e se for o caso assumir para a família.
    gostaria muito também de poder falar com você, se puder!
    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pelo blog N.B.! Sou um leitor ainda recente, mas adorei todos os posts que li até agora! E me identifiquei muito com esse em especial pois, 2011 também foi um ano de aceitação para mim, e garanto, que depois disso, tudo fica melhor! E tenho esperanças de que 2012 seja melhor ainda, pois vou viver a experiência de sair da casa dos meus pais para fazer faculdade em outro estado, vai ser difícil mas vai ser muito bom para mim pois, estarei começando a construir minha independência!
    E em 2012, estarei aqui acompanhando seus artigos!
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  12. Meu segundo Post...

    Não querendo remar contra a maré mas ja remando, ainda tenho muito medo das varias formas de agressao que uma pessoa ainda é exponta por conta de um detalhe de sua vida... "Sair do armário" pode ser muito bom para "respirar melhor", porém se fica mais vulnerável ao julgamento e condenação, que por mais injusto que seja, acontece todos os dias.

    Tem que ser muito macho para ser gay... hehehe

    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Estava com muitas saudades de seus textos N.B.! Gostei muito deste e também acho que 2011 foi um ano de mudanças pra mim. Porém, somente algumas. Eu me compreendi melhor mas não estou preparado pra uma grande mudança agora. Estou me sentindo muito isolado, cercado de falsidades e de pessoas que não me entendem e nem me ajudariam se soubessem de minha situação, e por isso, penso, estou me isolando ainda mais. Pra você ter uma ideia, no Natal e no ano novo fiquei em casa sozinho assistindo séries, pois não aguentava aquele clima falso lá fora e não sentia vontade de ir lá e partilhar desses momentos. Às vezes me preocupo e me questiono se isso afetaria a minha saúde, se estou daúdavel, psicologicamente... E após alguns problemas pessoais e familiares tenho certeza de que não sairei desse meu "estado de espirito". Mas tenho de viver com isso. Me aguentar... Como dizem, para ser gay é necessário ser muito homem! xD
    Mas N.B., esse seu texto, especialmente, me deu esperança de seguir em frente. Aquela força. Espero que você continue os fazendo por que eles são o apoio que muitos não tem, o apoio daqueles que se identificam com você e com a sua opinião. Então só tenho a agradecer!
    Abraços, Max.

    OBS: Posta com mais frequência, por favor!! ;D

    ResponderExcluir
  14. Correção: Saudável*
    xD

    ResponderExcluir
  15. Ao YURI que comentou ali em cima:

    Cara vc vai para qual faculdade em qual estado?

    Forte abc!

    ResponderExcluir
  16. 2011 também foi o ano em que eu realmente me aceitei. Sem dúvida, foi o mais importante e o melhor da minha vida. Estou vendo as coisas mais claramente e acho que que com o tempo conseguirei ser o que quero realmente ser. E tenho os mesmos sonhos que você, de achar alguém bacana, pra algo sério. E sei que isso é possível sim.

    Ass.: O-CARA-QUE-É-DA-SUA-CIDADE

    ResponderExcluir
  17. Ao Anônimo que postou às 11:18:

    Estou com planos de ir para o Rio, mas ainda não é certeza, só terei certeza mesmo quando sair o resultado do SISU. Rs
    Mas é quase certeza, pois tive uma boa nota do enem. Torça por mim! (yn)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas qual faculdade do Rio vc pensa m vir?

      Excluir
  18. Não sou o anônimo de 11:18, mas entendo o que você está passando, pois também estou esperando apenas pelo SiSu! Torço por você, Yuri! (yn)!

    ResponderExcluir
  19. KKK
    Desculpa pelo "Anônimo que postou às 11:18!, é que eu não sei o seu nome. rs
    Então, agora estou torcendo por nós dois! (yn)
    Está tentando ir para onde?

    ResponderExcluir
  20. EU PERCEBI QUE AQUI TODOS POSSUEM OS MESMOS PROBLEMAS, E TODOS TEM O MESMO OBJETIVO, Q É ENCONTRAR ALGUEM PRA SER FELIZ,EU ACHAVA UMA BOA IDEIA DE TODOS TROCAREM MSN,FACEBOOK, COISA E TALS,SERIA UMA BOA IDEIA, QUEM SABE POR AQUI ENCONTRARIAMOS NOSSA ALMA GEMEA??

    ResponderExcluir
  21. é, mas você nem disse seu nome nem msn , facebook nem nada

    ResponderExcluir
  22. porra, nao levo ninguém que escreve em caps a sério

    ResponderExcluir
  23. Quem vai colocar o msn primeiro ?

    ResponderExcluir
  24. Sim! já pensei em criar um blog mas agora não vou ter muito tempo, ainda mais em casa que não me deixam sossegado...organizar as idéias e escrever deve levar um bom tempo
    Mas continue escrevendo assim, tão bem. Eu já li todos os posts haha você já poderia escrever um livro!
    E é mesmo uma grande terapia, tanto para você como para todos os leitores ;)

    ResponderExcluir
  25. N.B. Vc poderia criar um grupo no MSN e saciar esses caros leitores que querem conversar contigo e tb conversar entre si... Seria um chat particular do BLOG, que tal? Um xêro do seu amigo pernambucano, que não está mais no armário há um bom tempo, mas gosta muito do seu talento!

    ResponderExcluir
  26. Yuri, estou tentando um lugar aqui perto de onde moro mesmo, no Ceará. Vou tentar a UFC. Amanhã começa a "corrida"!! Sorte para nós!! xD

    E, Maviaelson, apoio a ideia do grupo! Seria ótimo trocar ideias entre os leitores!!! ^^

    À propósito, sou Max, o mesmo de uma das postagens mais acima. ^^

    ResponderExcluir
  27. Gus- Recife

    Êita... Eu posso assumir que sou um desses leitores que pedia um texto autobiográfico! ahsuhuasas...
    E olha, valeu a pena esperar.
    Nas nossas esporádicas conversas no MSN eu pude te "conhecer" um pouco mais, mas esse texto mostrou que você está numa situação atualmente, MUITO semelhante a minha (e a de mais uns tantos aqui!).2011 foi o ano da aceitação total pra mim e isso foi simplesmente MARAVILHOSO! Foi o ano em que tive minhas primeiras experiências mais intensas com outros homens, foi quando eu pude me abrir pra alguns poucos amigos e ver que essa realidade não é tão dura quanto parece e enfim... puder reformular meus planos pro futuro: Namorar um homem que me complete!
    Esse ano eu me senti mais eu, sem as pressões de sempre de mim contra mim mesmo... se eu tô bem comigo, o resto vai ficar bem mais fácil. Eu já pensei 300 vezes em abrir a situação pros meus pais e minha irmã, mas depois revi, e acho que agora não é necessário. Iria me fazer muito bem, mas vou deixar fluir. Isso não quer dizer que vou deixar de aproveitar todas as oportunidades que aparecem desse novo mundo. Já o fato de contar pra minha irmã, me faria bem ,pq ela é minha melhor amiga...enfim, vou entrar de cabeça!
    Pra você NB, eu desejo que tudo de bom aconteça e que esse ano senha cheio de realizações pra você tb. E já que estamos em situações semelhantes, vai que o bom pra você, também signifique bom pra mim também! hehehe..

    ResponderExcluir
  28. Pelo visto vc ganhou, além de leitores e seguidores, muitos admiradores, N.B.... Secretos e abertos! rs* =]

    Quanto ao grupo, people, o próprio N.B. me deixou encarregado disso na nossa última conversa no msn, e assim que eu aprontar, irei postar aqui pra todos que se interessarem, participarem... Será nosso chat privado, rs*!

    ResponderExcluir
  29. Ok, Mavieaelson! Espernado ansiosamente. *0*
    =]

    ResponderExcluir
  30. Gente, criei esse chat, não é msn, mas por enqto é oq deu... Se gostarmos, ficamos nele de vez... hehehe http://xat.com/NBArmarioembhNB

    ResponderExcluir
  31. Cara, mó legal seu blog. Descobri outro dia e me amarrei nele. Que bom que você esteja se encontrando. Breve terá que mudar o título e poderá colocar fotos suas pra sabermos quem é você. Essa foto da direita de um rapaz com os olhos fechados é sua mesmo? Poste mais vezes.

    ResponderExcluir
  32. Posso dizer que também abracei minha sexualidade nesse último ano, e como você disse tudo fica melhor, contei pra uma amiga (que eu ficava) que eu era gay e a reação dela foi a melhor possível, hoje somos melhores amigos, unha e carne, aproveitando o embalo e ainda contei pra minha irmã e uma prima, e as duas também aceitaram super de boa e eu ainda ouvi o "ah, eu já desconfiava" rsrsrs também faço engenharia e pelo menos na faculdade ninguém sabe, mas como agora eu me aceito, se souberem não fará diferença na minha vida!
    Parabéns pelo blog, simplesmente incrível! muito sucesso pra 2012, 13, 14... rsrsrs abraço!

    ResponderExcluir
  33. Quando ele se refere ao "defeito", é mais uma interpretação por parte da irmã, que assim, agora pode vê-lo, de certa forma, mais humano, menos Invulnerável. A irmã vai sentir menos o peso de se marcar frente à competição que ele causa, só por NB ser irmão, ou disputar a atenção dos pais.

    Isso é óbvio, qualquer um que não tenha entendido o que ele disse não tem o mínimo de interpretação de texto. E não devia perder o tempo lendo o que não tem capacidade de compreender.

    ResponderExcluir
  34. é o meu sonho conseguir me aceitar e viver minha vida sem me esconder.

    Acho muito solitário não contar para ninguém sobre os meus verdadeiros sentimentos.
    Acho que aos poucos a gente morre, pois as amizades antigas não fazem mais sentido, e os relacionamentos novos são sempre rápidos e escondidos.

    Estou aprendendo a viver somente comigo. Sempre pensei que isso bastasse, mas hoje, mais do que nunca, vejo a real necessidade de alguém do meu lado.

    ResponderExcluir
  35. Hey pessoas, participem do chat do blog: http://xat.com/NBArmarioembhNB
    tá triste eu lá sozinho kkk

    ResponderExcluir
  36. Opa xD

    Férias = alienação virtual, mas estou de volta :P
    Parece que o blog vai bem.. e parece que 2011 foi marcante pra muitos de nós. Também consolidei minha viadagem de vez (adorei) e achei o amor da minha vida (#semata NB :P).

    Fico extremamente feliz pelo bem que esse blog faz ao povo, do fundo do coração... é tão difícil passar por tudo o que nós vivemos, mas no fim da chuva tem mesmo um arco-íris, dos mais clichés possíveis.

    Conselho de quem viveu: não parar no quebra-molas; reduz, mas depois acelera.

    Abraços do Josh
    ^^

    ResponderExcluir
  37. Haha :P
    Não pense que nós não estaremos desinteressados no que acontece na sua vida, apesar de você não saber, alguns de nós o consideramos como amigo.
    Há algum tempo que penso que me aceito mas a verdade é que isso não ocorre integralmente, tenho total ciência de que sou gay mas acontece que somente de pensar nisso já me sinto mal, me imagino contando para as pessoas enquanto elas comentam sobre o quão degradante eu sou.
    Verdadeiramente não acho que ser gay é uma característica degradante mas é isso que vem à minha cabeça ao me imaginar saindo do armário.
    Abraços, Vítor.

    ResponderExcluir
  38. Toda vez que te leio, me leio em você!

    ResponderExcluir
  39. E se puder me adicionar no msn para batermos um papo... hiam__@hotmail.com

    ResponderExcluir
  40. Bem, só queria dizer que leio seu Blog a algum tempo, e já é desnecessário dizer que ele é realmente ótimo.
    Agradeço muitos por seus posts, é muito bom saber que existem pessoas com o pensamento parecido,ou até idêntico, ao meu.

    No mais, falando em sair do armário e sobre acontecimentos de 2011, devo dizer;

    Agora que já saí (pelo menos para os meus pais), e passei por algumas outras mudanças na minha vida, já acho hoje que ser gay é realmente o menor dos meus "problemas" .


    Continue com o ótimo trabalho por aqui, e infinita sorte em 2012 pra você N.B..

    Abraços

    Ig.Ventura

    ResponderExcluir
  41. N.B, eu fico arrepiado quando leio o teu blog. Mas, esse post foi demais. Teve várias passagens que aconteceram exatamente assim na minha vida, no ano de 2011, o ano da revelação, da aceitação.
    E, também estou contando os anos pra terminar a minha graduação e ter a minha independência financeira, acredito que minha vida ficara mais facil assim. Enfim, só queria dizer que te admiro muito. E continue com o blog, pois como me ajudou em algumas coisas, também poderá me ajudar muito mais. Não só a mim.

    Um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
  42. depois de hoje passei a não gostar mai de seu blog que admirei durante tantos dias desde o começo suas palavras iniciais me ofenderam e percebi que estava lidando com um blog de uma pessoa muito orgulhosa por isso deixo minha despedida aqui seja muito feliz e se aceite e deixe o orgulho e o preconceito que existe dentro de vc a humildade é um virtude pra poucos desculpa depois de tantos elogios a vossa pessoa é triste ter que me despedir do seu blog assim

    ResponderExcluir
  43. ótimo o caminho que esta levando e as descobertas que esta fazendo e levando outros a fazer. namoro com um garoto à 4 anos(com um pequeno intervalo no meio hehe)e ja conversei com vc no orkut, pouco mas conversei, nao sei se lembra, o garoto que te criticou na época pelo comentario do rock ser de macho hehe.
    vejo que o preconceito em vc está cada vez menor e que logo logo estará quase sem nenhum em relação a nós mesmos, gays, que infelizmente a maioria precisa superar, nem que seja um pouco, o que a sociedade impõe sobre nós.
    e saiba que da para ter relacionamentos sérios e fieis entre homens, e que quando se tem decepções e encontra algumas podridões nesse mundo afora, saiba que com os gays é igual, senão menor o numero de casos e de pessoas podres, acredito pq os heteros se acham no poder de trair por uma sociedade que por muitas vezes apoia isso(inclusive casar com uma mulher e trai-la com homens ja vi muitas vezes isso ser apoiado, como se fosse melhor do que se declarar gay...)
    boa sorte e boa evolução! tudo de bom.

    ResponderExcluir
  44. ps: contar pros amigos proximos é um ótimo passo e surpreendente como a aceitação é boa. e com pouco tempo, a quase todos a sua volta, exceto aqueles que nao fazem diferença ou importancia, até para nao contar nada mesmo, mas tbm nao negar. em pouco tempo verá como isso é libertador e satisfatorio ver suas amizades inclusive fortalecidas por saberem quem voce realmente é.

    ResponderExcluir
  45. Para mim o armário é mais seguro e camuflado. Uma coisa é se aceitar como viado, gay. Outra é sair por aí contando para todo mundo ou para os pais. Meus pais desconfiam, mas eu nunca precisei falar sobre isso. Que necessidade se tem de contar? E se os pais não aceitarem? Os pais terminam aceitando quando não se fala no assunto. É muito melhor. Eu morreria de vergonha só de imaginar que meus pais soubessem que estou namorando um cara. E olha que sou independente desde os meus 18 anos. E qual o problema de um dia você vier se casar com uma mulher? Ninguém é 100% gay. Todo mundo nasce heterossexual afinal. É o ambiente que modifica o indivíduo. Então, se quero um casamento, por que não uma oportunidade de experimentar um outro lado da minha sexualidade? Vale a pena tentar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e machucar os sentimentos de uma mulher foi o que fiz casei e tive uma filia e deu maior bosta porque chega um momento que tem que sair do armário mais sedo ou tarde e ai como fica os sentimentos da pessoa que esta do seu lado esse conselho de casar e viver uma vida de mentira sou completamente contra porque vivi isso e só machuquei um inocente

      Excluir
  46. NB tudo bem gostaria de relatar a minha experiência tive uma adolescencia cheia de turbulencias e conflitos com a minha sexualidade sentia sim atração por homens e mulheres mas nunca aceitei essa opção de ser um homossexual pois eu sendo virgem e não tendo relações com o mesmo sexo e nem o oposto fui muito acusado de ser gay e ter tendencias homossexual fui muito humilhado e rejeitado pelos meus colegas e familiares.porem tentei descobrir porque eu nasci assim com essas tendencias pelo mesmo sexo e passei por muitos tratamentos psicologicos e nada de ter a resposta o problemas estava em mim? pra sentir essa atração esse desejo? era sempre a minha aflição porém sempre pedia a Deus para me mostrar o que tinha de errado comigo e nada de resposta sobre meus sentimentos eu amava muito minha namorada e tinha vergonha de dizer isso para ela pois temia que ela iria acabar o nosso namoro, pois para mim essa atração pelo mesmo sexo e errado e pecado e humilhante tanto para o passivo como para o ativo mas certo dia ja depois dos vinte anos ainda sendo virgem não tenho vergonha de relatar pois tentei encontrar a resposta em Deus solucionar meus conflitos escutei uma conversa do meu pai com um amigo intimo dele da sua mocidade pelo telefone não havia ninguem em casa e eu acabei de chegar numa hora que ele não esperava e ele nem notou que eu cheguei, ele relatava por telefone com esse amigo intimo lembrando de varios relações sexuais que ele teve com mulheres e esse amigo junto. eu parei para ouvir pois fiquei escandalizado e disse pro amigo dele que a minha mãe nunca desconfiou de nada, e que quando ela estava gravida me esperando ja com uns 6 meses ele se relacionava com ela fazia muito sexo anal com ela e pedia para ela fazer oral nele e nunca respeitou a gestação dela eu fiquei indignado com o que ele falava ele dizia para a minha mãe que quando esse menino nascer eu seria um viado gostoso se a minha minha mãe não sedia para ele e fizesse os caprichos dele. NB ai caiu a ficha descobri porque eu sentia tanta atração pelo mesmo sexo, todo sentimento que minha mãe sentia quando meu pai fazia sexo com ela eu estava sentindo no ventre dela eu me sentia um gay sem ser. Então hoje sou bem resolvido meu conflito não existe mais não sou gay sou hetero e quero dizer ser gay e uma opção eu pensava que não mais descobri que nenhum homem gosta de ser gay nenhum homem quer ser desrespeitado e humilhado ou rejeitado eu me aceitei como homem descobrir que o sentimento que eu tinha pelos homens era um engano meu.

    ResponderExcluir
  47. NB descobri que o sentimento e a atração que eu tinha não era um sentimento meu e sim de minha mãe que transmitiu para mim e eu não tinha como me defender pois estava inocente eu pensava que minha opção sexual era bissexual mas ainda bem tirei minha virgindade com uma linda mulher a opção foi minha eu decidi gostaria de deixar esse comentario que muitos homens pensa que não é homem o suficiente para negar um desejo mentiroso por um amigo ou alguem intimo que isso vai deixa-lo de ser mais homem mas acredito que assim como voce tem coragem de sair do armario que nunca existiu a mesma coragem voce tem de voltar ao armario que nunca existiu todo homem se aceita como homem independente de ser gay ou não ser, o conflito so quem resolve e voce e a resposta esta em voce independente do que voce senti ou não. Assim como ninguem pede para nascer tambem ninguem pede para ser gay,hetero e bissexual mas as escolhas depende de você quer ser gay,hetero e bissexual qualquer uma das escolha não vai te deixar nem mais homem nem menos homem.sentimentos vem e vai atrações vem e vai e deixa você so para escolher.

    ResponderExcluir
  48. Aceitação é dificil, mas quando ela chega, é um alívio. É como me disseram no inicio: Você pode esconder a sua sexualidade de quem você quiser, menos de você mesmo. Tenho que dizer que minha qualidade de vida melhorou consideravelmente depois disso. Hoje em dia, algums poucos amigos sabem de mim, um na faculdade, um outro amigo antigo, ainda nao tive coragem de dizer a todos, nem acho necessario, mas tbm nao incorporo o hetero e fico falando coisas homofobicos e dizendo que fico com vários mulheres. Eu sou eu mesmo, tenho amigos, colegas, todos me respeitam, e não fico dizendo o que faço ou deixo de fazer, ou do que eu gosto na cama, isso é irrelevante, cada um tem sua vida e numa universidade outras coisas são mais relevantes. O fato de ter alguns amigos gay/bi (que conheci na net) também me ajudou, são grandes amigos, com eles eu posso me desabafar, eles sabem tudo sobre mim, sem maquiagem, muito mais que meus pais, que ficaram sabendo de mim em 2010 (quando tudo começou) e nunca aceitaram, no inicio foi um inferno, depois deixaram de falar sobre isso, mas de vez em quando escuto umas ironias e comentários desagradáveis, eles não aceitam mas nada se resolve, e fica por isso mesmo. Adoro seu blog, abração!

    ResponderExcluir
  49. Lindo texto, você esta em um estado mais avançado do que a maioria que lê esse blog, você esta levando a vida como você quer, cada um tem seu tempo, também me encontro no armario, mas não pretendo durar mais tanto tempo nele, quando você se aceita tudo melhora! Não conhecia o blog, muito legal, parabéns!

    ResponderExcluir
  50. Aceitar-se faz uma bela diferença na cabeça da pessoa. Antes de me aceitar, eu lembro que ora eu tentava reprimir meus desejos por outros homens, ora tentava justificar como sendo apenas bissexualidade, mas que nunca daria vazão a isso. Depois que me aceitei, pareceu que um peso saiu das minhas costas e um mundo absolutamente novo se abriu na minha frente. Pouco a pouco a gente vai mudando certas maneiras de pensar, deixando alguns preconceitos para trás. Hoje me sinto bem mais maduro e preparado para um relacionamento, inclusive correndo o risco de sair do armário para algumas pessoas. E, sim, este blog foi parte da mudança :)

    É um alívio e um amadurecimento tão grande se aceitar que mais gente deveria experimentar isso, mesmo que sem desejar sair do armário. Para ser feliz, eu diria que sair do armário é opcional, mas se aceitar é obrigatório.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  51. Bom texto, às vezes uma biografia é bom para podermos nos identificarmos um pouco mais com o autor (como se os textos já não fossem o suficientes...).
    Apesar de já ter 28 anos, só consegui me aceitar de fato dois anos atrás, um pouco depois de me afundar numa depressão...mesmo período em que saí da casa dos meus pais para estudar longe da família e amigos, e veio meio que tudo ao mesmo tempo. Mas superei, dei a volta por cima, e tudo que eu precisar era só fazer sexo!!! Depois disso, tudo foi mais fácil, me abri com algumas amigas faculdade (já tinha me formado, e elas ficaram meio que em choque, mas hoje somos grandes amigos ainda) outras duas amigas aqui da cidade onde moro atualmente e finalmente...a família.
    Nada planejado, tinha pensado diversas formas de fazer isso, mas um telefone durante uma festa mudou tudo. Me abri com meu irmão primeiramente (era ele ao telefone, eu no RS, ele no RJ, choradeira de ambos os lados, parecíamos duas bichas hahahahah) depois primas, primos. Nunca falei nada pra minha mãe a pai, mas eles sabem já está bem claro isso pra mim. Meu pai, muito antes de eu me assumir pra mim mesmo, já havia me dito que não se importava com essas "coisas de homossexualismo", e minha mãe, na páscoa desse ano, me pergunta se iria comer muito "peru" (no mau sentido mesmo!) já ficou mais que claro que ela sabia! Acho que já sabiam antes mesmo de eu me descobiri.
    Hoje já ensaio a sair do armário para alguns amigos, minha vontade e pegar logo um cara na frente de todo mundo pra evitar conversas, mas tenho em mente que nem todos terão reações "amistosas", então, prefiro permanecer do mesmo jeito em relação a eles, até pq, meu ambiente de trabalho é muito hóstil.
    Enfim, o primeiro passo é se aceitar, depois disso, não vou enganá-los, é tão complicado quanto. Sempre procurar conselhos é uma coisa ótima a se fazer, e blogs como este e o "dentro do armário" me ajudaram um monte na falta de amigos a quem recorrer!

    Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  52. O ano começou bom quando o tema é sexualidade , revelei a minha sexualidade e para minha mãe e ela reagiu super bem dizendo que me ama de qualquer forma. Claro com a revelação veio problemas novos agora ela acha que namoro todos os homens do planeta porém tirando esse fato minha relação com ela continuar normal. O grande problema mesmo sempre foi meu pai mais é muito bom saber que sua mãe sabe de vc me assumir também para minha melhor amiga e para algumas pessoas estou cada vez mais fora do armario só me faltar agora a terminar a facu (que está longe de acabar)e a minha tão sonhada independência financeira e logo mais que sabe um casamento com duas crianças correndo pela casa(também sou para casar). Sabe o que era engraçado antes de contar para meus amigos e minha mãe não queria um namoro no armário achava sufocante demais hoje estou cada dia mais livre e liberto me sinto pronto para namorar e hoje sou quase um belo partido (kkkk). O melhor de tudo é olhar para trás e ver o quanto evoluir antes o que mais me sufocava era a falta de evolução nesse meu processo hoje me sinto cada dia mais livre. Obs: Fale mais sobre vc particularmente adoro ler suas histórias consigo me identificar nelas e as vezes mesmo que não consiga me ver nelas me faz refletir e olhar de uma outra forma sobre alguns aspectos da vida, mesmo que seja de forma oposta do que vc diz. Vou falar por mim não me leve a mal mais acho vc e seus textos extremamente interessantes e boa sorte na vida. Ass: Carlos

    ResponderExcluir
  53. Gostei muito do seu blog e desse texto em especial. Esse é com certeza um assunto muito discutido entre homossexuais "sair do armário". Particularmente não me considero no armário, acho que deve existir limites entre vida privada e pública, a sexualidade faz parte da vida privada ninguém tem o direito de questionar aquilo do que eu desejo. Se eu “assumisse” para as pessoas que sinto desejo por homens que diferença faria? Continuaria tendo o mesmo comportamento, porque talvez “estar no armário” não seja negar os desejos mas somente a conduta que tenho.

    ResponderExcluir
  54. O homem da primeira foto do post é o Bento Ribeiro da MTV? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

#HTML10{background:#eee9dd ;}