Google+

sábado, 12 de novembro de 2011

Notas rápidas 7

Dica de relacionamento
    Mesmo que os meus sejam uma tragédia, uma coisinha me ajudou e vale compartilhar.
    Mude o foco. Se você estiver procurando um relacionamento de longo prazo com as ferramentas que o armário te garante, como o fast foda Uol, uma forma mais eficiente de achar um companheiro é não ter medo de fazer amigos que saibam das suas preferências sexuais.
    Assim como seus amigos 'héteros' tradicionais tentam te arrumar com meninas aleatórias, amigos que saibam das suas preferências também não te deixarão ficar sozinho.
    Amigos funcionam como um catalisador de relacionamentos e ajudam na organização de ideias. Poder discutir sobre temas delicados sem a filtragem das suas verdadeiras ideias ajuda a se conhecer melhor, além de ajudar na aceitação e compreensão melhor da sexualidade.


Capitalismo
    Para não perder o costume de divagar, acho que ainda não mencionei o capitalismo como uma das possíveis causas do preconceito contra homossexuais. Nós temos o capitalismo intrínseco no pensamento e temos a tendência de valorizar tudo o que é produtivo, concreto e eficiente, em detrimento do abstrato. 
    Sentimentos, artes, socialistas, profissionais da área de humanas e gays são algumas das coisas ou grupos considerados improdutivos e indesejáveis. Olhando de novo, esses grupos também estão relacionados com a ideia de homem não masculino (exceto, talvez, pelo socialista).
    O que aprendemos desde quando ainda nem temos ideia do mundo é que devemos crescer, ser o melhor em tudo que fizermos, arranjar uma linda namorada, casar, ter filhos, comprar um carro, uma grande casa e envelhecer. 

    Nesse contexto, o que se desvia do curso certamente esta fazendo algo de errado. Numa análise feita bem superficialmente, vista do lado de pessoas desinformadas sobre nós, a ideia que prevalece é de que não queremos ter filhos (por motivos pessoais ou legais), não temos a intenção de casar e, em casos como esporte, gays não se destacam, o que justifica. Portanto, o desvio do curso tradicional capitalista pode ser outra opção para tentar explicar o preconceito, além do ancestral religioso que eu sempre cutuco.
    Por outro lado, numa segunda análise mais cuidadosa e inserida na nossa visão, somos monstros capitalistas. Muito da nossa renda é investida em nós mesmos, senão a totalidade. E já que não temos filhos, temos condições de acesso a produtos de luxo e satisfazer melhor as nossas obsessões consumistas. Também, alguns casais gays tem tanta, ou até maior intenção de ter filhos quanto casais héteros, mas esbarram na legislação e medo do preconceito que a criança sofrerá. 
    Infelizmente não é assim que as  pessoas pensam quando veem nossos representantes no Casos de Família, do SBT...

Boas noticias
    Uma pesquisa de 2009 feita com diversos grupos de idade nos Estados Unidos confirmou uma tendência. O casamento entre pessoas do mesmo sexo é explicitamente suportado cada vez mais entre jovens. Não surpreendentemente, os estados que são menos a favor do casamento são os estados caipiras do sul e Utah, sede da igreja dos mórmons.
    Não tenho conhecimento de uma pesquisa similar feita no Brasil, mas não deve ser muito diferente por um simples motivo: os Estados Unidos são um dos países mais conservadores entre os desenvolvidos, senão o mais conservador.
    Pela ordem da reposição populacional, aqueles grupos majoritariamente contra são diluídos a cada dia por uma nova geração mais tolerante e mais informada. Todos nós viveremos o dia em que a relevância desse assunto será lembrada como um passado distante e vergonhoso na longa lista de estupidezas humanas, e em que o mapa abaixo estará todo colorido de azul.

Situação das leis sobre homossexuais no mundo, 2011 - Clique para ampliar - Wikipedia/heraldsun.com.au

26 comentários:

  1. Olá.N.B. Você não tem checado sua caixa de e-mail ou prefere não responder os internautas por lá ? é que eu te mandei uma mensagem (na verdade um pedido de ajuda) mas não obtive uma resposta ainda.

    De qualquer maneira obrigado por ter criado este blog e desculpe por importunar


    Eduardo

    ResponderExcluir
  2. cara, sou muito seu fã, suas avaliações são muito boas, parabéns de verdade!

    ResponderExcluir
  3. A maior parte das coisas que ele fala é verdade tenho muitas duvidas sobre essas coisas e sobre a minha sexualidade tenho muito a agradecer a esse blog quem quiser um amigo pod mi add no msn
    flavin_ho_massa@hotmail.com
    por favor se add se indentifique como um leitor do blog !!!!

    ResponderExcluir
  4. Ah, eu não culpo somente o capitalismo, mas culpo um pouco tbm a nossa sociedade, que querendo ou não é um romântica e pragmática (mas isso é assunto pra outra hora).

    Sobre o Brasil estar como os EUA, tbm acredito, afinal, Rio de Janeiro é considerado a capital gay.

    Mas as vezes essa questão de sermos aceitos,eu dou razão aos heteros. Por que querendo ou não, tem muitos gays ai que só pensam em putaria, safadeza, promiscuidade, e basta somente algumas dessa atitudes pra arruinar qualquer imagem.
    Não venham com "ah isso é homofobia, discriminação", em nenhum momento na história esse tipo de comportamento (me refiro a putaria, safadeza, promiscuidade) foi aceito independentemente da orientação sexual.

    Como queremos ser aceitos como "normais", sendo que alguns gays (basta ver na TV) se alguns tem essas atitudes. Temos que ter um bom senso, se queremos passar um boa imagem temos que nos comportar corretamente, mas "estamos" passando exatamente a imagem contrária.
    Por isso que as vezes não acho que a culpa seja somente da sociedade, nós temos muita culpa tbm.

    ResponderExcluir
  5. Olaa N.B. =D
    Tudo bem com você?
    Passando aqui para dizer que seu Blog é maravilhoso e que consegui tirar muito proveito de todas suas postagens. Me defino como um homem inteligente, mas não custa ser humilde e aprender com o que os outros dizem, ainda mais sendo tudo isso postado neste blog, a mais pura verdade; pois sou gay não assumido e entendo, (ou pelo menos imagino), o que se passa na sua mente, pelo caso de não ser assumido. =D
    Pois então, já lhe mandei um E-mail e estou esperando sua resposta. Achei mais fácil de você ler o que eu queria falar por aqui mesmo hehehehe. Então, se puder, me responda lá ou se achar mais fácil me add aqui nesse MSN: JahKnowles@hotmail.com (Não é o mesmo endereço que te mandei o e-mail) para trocarmos ideias, adoraria conversar com você.

    Desde já agradeço, um grande abraço ;]

    ResponderExcluir
  6. E quanto ao leitores ? também vão poder te adicionar , Jaison ?

    ResponderExcluir
  7. GUS -RECIFE

    N.B., tá aí um post que foi rápido, multitemático e gostoso de ler!

    Sobre os relacionamentos, você está completamente certo. Amizades do meio gay te falicitam a encontrar outras pessoas interessantes, sem você precisar fingir curtir algo que não curte... simplesmente, sendo você! Acho que tô começando um processo de "SAÍDA DO ARMÁRIO", muito sutilmente, é verdade... mas já tenho alguns novos colegas que são gays e com quem posso falar livremente, sem pressão - o que vem me deixando mais leve!!

    Obs.: Aproveitando a deixa, N.B., você já pensou em sair do armário?! Sente vontade ou não vê a necessidade ainda?! Se imagina assumidamente gay!? Já pensou num post "autobiográfico"!??! hehee.... #ficaadica
    ;D


    Quanto ao consumismo, sinceramente não posso falar muito - uma coisa que observei é que, depois que me aceitei, venho investindo muito mais em mim e sendo BEM mais consumista do que eu era...ahushaus!! ( mas a parte boa é que tb venho recebendo elogios por isso!).

    No mais, é interessantíssimo poder ter a perspectiva de uma sociedade mais aberta culturalmente!!

    Abraço e estarei visitando este Armário aqui sempre, em busca de posts descolado!

    ResponderExcluir
  8. NB, o que mudou em sua vida desde a criação do blog? poderia fazer um post só sobre isso, não? - se é que algo mudou.
    Ricardo, RS

    ResponderExcluir
  9. Leitores que quiserem me adicionar, tbm podem =D JahKnowles@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Senhores, obrigado pelos comentários.
    Procuro responder a todos os emails, apesar de demorar as vezes. Tempo curto =(
    Gus e Ricardo, obrigado pelas dicas. Pretendo fazer um texto sobre coisas pessoais em breve e um balanço do que mudou, naquele estilo clichè de fim de ano =)
    Fico feliz do seu processo de saída do armário Gus, caso queira compartilhar conosco, fique a vontade.
    Um abç a todos
    N.B.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Boa noite à todos, faz tempo que não posto algo interessante, então vamos por partes:

    Quanto ao assunto 'relacionamento', aprendi uma coisa nova ultimamente: se você quer algo sério, algo que valha à pena, tem que dar uma freada no que NÃO vale! Esqueça fast-foda e concentre-se na sua paixão... Percebi isso à pouco tempo, meu último namoro longo acabou faz quase 7 meses e eu tento voltar desde que acabou, por acreditar que ele é o homem perfeito pra mim... Mas quando acabou, eu na condição de solteiro, comecei a ficar desenfreadamente, como sempre faço quando me vejo solteiro, e só a pouco mais de 3 semanas percebi que se quero reconquistar quem eu amo, tenho que mostrar que ELE é quem vai me fazer feliz, não vários sexos sem compromissos; e vocês não sabem o bem que isso tá me fazendo!

    Agora sobre o capitalismo, eu acho justamente o contrário! Ele ajuda, mesmo que por uns instantes, a derrubar preconceito, pois sabem bem os empresários que os gays gastam mais, pois gostam de tudo do bom e do melhor... Mas já já, com o advento das novas leis (casamento e adoção conjunta), seremos casais normais, como todo mundo, hehehe

    Já o último assunto, bom, é bem da nova geração mesmo, ser mais tolerante, pois eles, além de mais informação, convivem com a diferença desde cedo e assistem na TV, o que faz a coisa ficar muito normal... É isso aí, povo! Rumo à nos tornarmos seres comuns!!! Besos ^.^

    P.S. Desculpem pelo livro, foi pra compensar o tempo sem escrever!

    ResponderExcluir
  13. "Por que querendo ou não, tem muitos gays ai que só pensam em putaria, safadeza, promiscuidade..."

    O que tem errado em alguém querer sexo, só por sexo? Que tem de errado alguém fazer orgias? Não é só a orientação que deveria ser aceita, e sim toda forma sexual que não ultrapassasse as leis. Querem fazer sexo com 30? Por que não? Querem realizar fantasias sadistas? Se for consensual, por que não? Porra.

    "Como queremos ser aceitos como "normais", sendo que alguns gays (basta ver na TV) se alguns tem essas atitudes."

    Essas não são as suas atitudes, e por não ser suas, você as considera 'anormais'. Nenhuma pessoa deve mudar para ser aceita, a mudança tem que vir do outro, tolerando outras formas de pensar, vestir, e de ser.

    "Por isso que as vezes não acho que a culpa seja somente da sociedade, nós temos muita culpa tbm."

    Ninguém merece alguém com um pensamento tão burro quanto o seu, não imaginava que esse tipo de leitor frenquentasse esse blog.

    "Me defino como um homem inteligente."

    Acho que noventa por cento dos que se definem inteligentes não são de fato. É sempre assim, só porque é formado em um bom curso ou estuda em uma boa escola. Não é assim. A maioria de vocês se perdem em falácias, não sabem argumentar direito, e acham que a maioria está sempre certa. Acho que é falta de maturidade.

    "Tem que dar uma freada no que NÃO vale! Esqueça fast-foda"

    Julgando pessoas que fazem mais sexo que você. Olhe que usou a expressão 'não vale', se sexo não vale, eu não sei o que vale nessa vida.

    ----------------------------------

    Não acho que o problema foi o capitalismo, e sim uma história religiosa que sempre pregou contra homossexuais. Antes disso não havia 'homofobia'. Agora, com a perda do poder religioso, houve a diminuição da homofobia e cada vez está diminuindo mais. Não acho que a forma de governo define isso.

    ResponderExcluir
  14. Desejo de coração que as suas palavras se realizem em breve querido. Até quando a sociedade vai continuar atada aos preconceitos, sejam eles sexuais, raciais ou quaisquer que sejam? Espero estar vivo para ver tudo isso mudar, é o que desejo neste mundo...É o que desejo para essa humanidade.

    ResponderExcluir
  15. Nem tudo pode ser explicado com essa lógica socialismo vs. capitalismo. Gays gastam bem mais dinheiro que os héteros e costumam ter mais do que eles. As pessoas só não gostam deles por causa de tabus ligados a religião.

    ResponderExcluir
  16. "e costumam ter mais do que eles."
    Fato!
    Vejam: http://qbrandotabus.wordpress.com/2011/11/17/casais-gays-ganham-mais-que-casais-heterossexuais-mostra-ibge/

    ResponderExcluir
  17. E os gays que vão pro neidecamprj as 'bichas pão com ovo' que todos conhecem. Será esse tipo a maioria entre os gays? Será que a imagem de gay refinado e rico realmente faz diferença na média de salarios do grupo? Ou será apenas uma minoria irrelevante num mar de ignorância e pobreza, mas que nós gays queremos promover, porque faz bem a nossa imagem.

    Trecho
    "Um dos mitos desmontados por Clark foi o da bonança que existiria entre os gays. Segundo uma tese muito disseminada no mundo dos negócios, casais homossexuais sem filhos teriam mais dinheiro para gastar com vinhos, carros de luxo, spas, viagens e roupas de grife. Nos anos 90, marqueteiros chegaram a cunhar o termo “pink money” para definir o potencial desse público. Porém, as estatísticas mostram que, ao menos nas companhias, os gays não estão com essa bola toda. A socióloga Anastasia Prokos, da Universidade de Nevada, conseguiu provar estatisticamente que mesmo quando os homens gays possuem educação superior em relação aos homens hetero, seus salários são menores."

    Outro "Fato", mas um fato estatístico e não baseado em 'achismo'. Reportagem completa aqui

    http://epocanegocios.globo.com/Revista/Common/0,,EMI206997-16366,00-O+SALARIO+DE+GAYS+E+LESBICAS.html

    ResponderExcluir
  18. @Augusto

    Vc fez parecer que um trecho do meu texto, "Tem que dar uma freada no que NÃO vale! Esqueça fast-foda", fazia parte do discurso de "JF", e eu também não concordo com nada com o que ele disse!

    Vc também me julgou, e muito mal! Em momento algum julguei quem faz mais sexo do que eu, até porque eu sou um assíduo e contumaz usuário do tipo 'transa sem compromisso', só disse que se a pessoa quer algo sério em termos de relacionamento, tem que concentrar esforços nisso, coisa que não acontece direito se vc gasta energia com fast-foda... É uma coisa que eu percebi a pouco tempo, e se vc não tivesse isolado o trecho do resto do texto, vc entenderia bem; leia de novo. E não falei em momento algum que sexo não vale a pena, mas do jeito que vc retrucou, parece ser a coisa mais importante pra vc... Cuidado com isso, amigo!

    No mais, tenham todos uma boa noite... ^.^

    ResponderExcluir
  19. Felipe/GO
    Poderia ser um pouco menos flexivel e ver que não é achismo ... leia novamente o texto(se é que você o leu) ... veja que são dados constatados pelo IBGE no senso 2010 .. boa noite!

    ResponderExcluir
  20. Clima pesado.. sejamos amigos de novo? XD
    mentira

    isso é outra coisa.. somos todos gays, mas temos nossas diferenças. Elas, porém, deveriam ser respeitadas, mas alguns aqui estão ignorando a boa e velha educação. Ninguém precisa aparecer usando de baixo caráter, todas as opiniões são ouvidas.

    Concordando ou não com nossos colegas, peço um mínimo de civilização galera, em respeito ao blog e à nobre causa a que aqui nos dedicamos.

    att

    ResponderExcluir
  21. Olá caro NB,
    A respeito de relacionamentos você está corretíssimo. A respeito do capitalismo temos que lembrar que apesar de (sentimentos, artes, socialistas, profissionais da área de humanas e gays são algumas das coisas ou grupos considerados improdutivos e indesejáveis) vários setores da economia mundial vêm se adaptando para oferecer serviços ao público Gay. Um exemplo bom, depois que foi aprovado o casamento gay na Argentina, notou-se um crescimento absurdo no setor de turismo de lá que é explicado pelo fato de o país estar mais consciente dos direitos homossexuais, de outro lado o turismo para o Brasil diminui, porque será?
    Esse e outros exemplos são provas de que a economia está se modificando e o mundo está começando a olhar com outros olhos para as diferenças. A final não tem nada de mais em ser um pouco mais chamativo feito Lady Gaga ou mais aberto a mudanças como a Argentina.
    Att. Mr. FG
    NB entra no blog lá e me diz o que tu acha do novo visual – aliás, estão todos convidados a visitar http://queermrfg.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. NB, sempre com suas ótimas análises e divagações. Também quero saber o que mudou na sua vida, apesar de você dizer que ninguém gosta de saber da vida dos blogueiros, eu curto isso (será que é por que moro no interior e gosto de saber da vida dos outros? ahuahau). Também em relação a bissexualidade, em um post você disse algo como: as vezes penso em garotas. Tipo como? Vou falar por mim: eu sei que eu tenho T em homem, mas as vezes (já faz tempo) eu tenho sonhos eróticos com mulheres e vc?
    O leitor

    ResponderExcluir
  23. Olá Leitor.
    Obrigado pelas palavras.
    A respeito da minha situação com mulheres, essas vezes em que me imagino com garotas são absolutamente momentâneas. Depende muito do meu humor ou nível de sobriedade rsrs
    Isso pq não faço planos e nem vejo futuro com mulheres, mas as vezes da vontade de ficar com uma, contanto que mantenham suas vaginas num lugar seguro pkasppoakopakpsa.
    Aprecio a forma e um rosto feminino bonitos, mas numa escala menor.
    Creio ter tido uns poucos sonhos eróticos com mulheres e já faz tempo. Hoje a maioria são com homens mesmo, senão todos.
    E certamente farei esse post sobre pessoalidades.
    Um abç.

    ResponderExcluir
  24. Essa dica de relacionamento é bem interessante e se der certo eu volto pra te dizer, NB xD

    ResponderExcluir

#HTML10{background:#eee9dd ;}