Google+

terça-feira, 1 de novembro de 2011

futebol


    Não sou um desses torcedores, muito espertos eles, que chamam o uniforme de manto sagrado e dizem que morreriam pelo time. Isso simplesmente não entra na minha cabeça. Eu tenho um time, mas torcer não me agrega nada além da possibilidade de um ataque cardíaco ou derrame. Muitas cenas de filmes de ação se passaram pela minha cabeça quando me encontrei num ônibus tomado por uma torcida organizada há uns dois anos em BH. Mas eu divago...

    Em Minas, temos dois times de relevância: Atlético e Cruzeiro. 
    Me desculpe, América, mas não podemos viver de passado =)
    Eu sinto que as ofensas que torcedores dos times proferem contra os rivais estão ficando cada vez mais desrespeitosas e, ultimamente, essas ofensas ganharam conotação feminina, mesmo que sejam insinuações sobre a sexualidade dos rivais.
    Os cruzeirenses chamam os atleticanos de frangas, galinhas, gaylo, etc etc. Os atleticanos rebatem com 'as marias' quando se referem aos cruzeirenses, e 'crugayro'.

    Eu pude presenciar algumas amigas (ou contatos) no Facebook protagonizarem um dos momentos mais irônicos da minha semana. Elas, atleticanas ou cruzeirenses empenhadas na defesa da honra do time, postaram 'chupa frangas' ou 'chupa marias' e derivados.

    Quando ofendemos, dizemos coisas que nem sempre concordamos para que a pessoa se sinta mal, usando vocabulário deletério e todas as ferramentas que temos para cumprir o objetivo. O problema é que as referidas amigas quiseram ofender os rivais comparando-os à mulheres, o que, intrínseco na ofensa, é um ser medíocre, fraco e passível de desprezo.
    Mal sabem elas que quando ofenderam os rivais, ofenderam também todas as mulheres do mundo. Ou que quando se pronunciam a favor de direitos iguais, fim do abuso pelos homens e lutam por respeito, elas fazem exatamente o contrário ao usar o feminino como algo depreciativo.
    E mal sabem elas que são mais machistas que muitos homens... 
    Olé!

23 comentários:

  1. Olá,meu comentário não é exatamente sobre esse post, mas quero dizer que o seu blog fez toda a diferença na minha vida, pq também tenho que viver no armário. Mas atráves da leitura dos seus textos consegui fazer o mais difícil pra mim, que é enfrentar o meu próprio preconceito e me aceitar como uma pessoa normal.
    Quando achei o blog, li todos os posts num dia só, e estava ansioso pra ler o próximo texto rsrs.
    Tenha certeza que vc pode ajudar muitas pessoas.

    ResponderExcluir
  2. verdade, sobretudo porque os xingamentos homossexuais de "mulherzinha" por exemplo se baseiam exatamente no machismo para construir uma imagem de q ser mulher é ser inferior (o q me lembra uma música da madonna né?), mas sobre o futebol aqui em BH, sério, me dá medo! toda vez que saio por aqui lembro de não usar camisas azuis durante um jogo do Atletico ou preto-e-branco num dia de jogo do Cruzeiro, já presenciei coisas horríveis...

    ResponderExcluir
  3. hmmmmmmmmmm... divagando (o mais novo termo do meu vocabulario) todas as torcidas tem diversidade sexual. Todas. O que rola é a hipocrisia, onde um grupo de indivíduos defende valores éticos-morais mas, em algumas situações, fazem completamente o contrário. E dale Gremio !! ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi N B
    sou leitor do seu blog há um tempo mas é a primeira vez que comento. Se possível gostaria de saber algum e-mail ou msn seu pra conversar.
    Ass. Tony Santos

    ResponderExcluir
  5. Gus- Recife

    O fato é: detesto futebol.
    Não o esporte em si, mas toda a indústria que se criou ao seu redor e os salários absurdamente milionários dos jogadores. Boicoto e não me manifesto nem em copa do mundo [tô nas festinha só pela cervejinha e boas risadas!].
    Falando dos xingamentos, concordo com você quando diz que as vezes as pessoas usam palavras, termos ou idéias que não concordam só pra ofender o próximo - indo em contra com seus princípios e se fazendo mais ignorantes do que já não basta ser o fato de pertencerem a torcidas organizadas [ êta revolta!!! hehhehehe].

    Em resumo, do futebol a única coisa boa ao mer ver é o vislumbre de alguns pelos pares de pernas, shorts voadores marcados e um alto índice de testosterona que consegue me abalar por alguns segundos.

    ahushuashuas!!!
    ;D

    Abraço N.B. e fico no aguardo do próximo post!

    ResponderExcluir
  6. Fala NB! Acompanho o blog já tem um certo tempo. Inclusive te add no msn, no entanto, nãoi te vejo mais online e queria muito trocar uma idéia com vc. Sou aquele rapaz que vc disse ser: "o bissexual na mais pura forma."

    Aguardo seu contato, ou se possível um email seu para contato.

    Abc!

    Marcelo!

    ResponderExcluir
  7. Gus, há um tempo disse que sou de Recife também, e pedi seu e-mail... Vamos nos comunicar, fazer uma filias do blog aqui no nordeste, hehehe!

    ResponderExcluir
  8. http://overdoseanalitica.blogspot.com/ < Este é o link do blog, leia se quiser. Mas pule o primeiro texto, grande demais.

    ResponderExcluir
  9. Oi Augusto, obrigado pela análise.
    Os textos do blog divergiram de mim para assuntos gerais. As pessoas não gostam de ler sobre desconhecidos mas gostam de ler sobre elas próprias, o que causa um enorme delay da minha vida pessoal reportada nos textos.
    Ainda tomarei um texto para falar sobre mim, mais especificamente, e o que mudou nesse período.
    PS: lembre-se de se machucar menos, e os outros também =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo, ele aprenderá na marra a machucar-se menos, a ser menos violento e furioso, e aprenderá a conviver com o fato de ser assumido ou não, cada um faz as escolhas que desejar. José

      Excluir
  10. Lol, o que o Augusto falou foi profundo. Apesar da agressividade e das atitudes, eu sinto quase o mesmo que ele... Só de pensar nisso fico meio triste...Mas procuro não pensar nisso... Por enquanto, tenho que continuar assim.

    E Sr. NB, por favor responda lá o seus e-mails...xD
    Esperando uma reposta desde o dia 07/09..XD

    ResponderExcluir
  11. Não sei porquê, mas esse augusto me cheira a fraude... /prontofalei

    P.S. Me perdoe se estiver errado...

    ResponderExcluir
  12. O que eu não ia falar, Maviaelson falou... xD

    caso não seja fraude, acho que o que falta em você, Augusto, não é a tal coragem ou o que for. Até porque não se resume a coragem.
    Você precisa aprender a ser inteligente sem ser arrogante, diminuir esse seu orgulho, essa barreira ae que vc tem. Seja humilde, e todos gostarão de você, do VERDADEIRO você.

    ResponderExcluir
  13. Sem querer desencorajar a ideia do Josh, mas acho essa questão de ser você mesmo muito utópica. Nunca todos gostarão de alguém, e não, não vou me referir a Jesus e dizer que:"Nem todos gostaram de Jesus, então por que todos gostariam de fulano ?"(#prontofalei); Mas é importante que o Augusto e qualquer pessoa que se sinta assim tente "alçar voos mais altos", pois só assim ele poderá preparar a si para o que possa acontecer. ^-^
    E sim, você precisa diminuir esse seu orgulho. Isso não leva a lugar algum quando em excesso.
    Obs: Concordo com o Maviaelson. XD

    ResponderExcluir
  14. Todos dizem que eu sou orgulhoso demais, mas aprendi a gostar tanto de mim para não deixar ninguém me machucar, pessoas dizem que sou uma lenda, então eu mesmo me corôo.

    Estou a espera de novos posts, um abraço.

    ResponderExcluir
  15. Tudo bem, admito que a minha generalização ali em cima foi meio falha... o que eu quis dizer foi que é mais fácil as pessoas gostarem de vc de uma forma real, e mais profunda, quando se é vc mesmo. Isso pode ser até difícil, mas não chega a ser utópico, de forma alguma..

    ResponderExcluir
  16. Mostro pau na cam , brunin@hotmail.fr

    ResponderExcluir
  17. haushusahsauhsauhsauahsushuashsa
    coitada da cam xD

    ResponderExcluir
  18. o pessoal aqui numa conversa séria e o outro lá ,querendo mostrar o pau. Parece que está no cio XD

    ResponderExcluir
  19. Augusto cometeu o bullying de contar sobre o amigo dele para sala toda, justo você que devia entender, você merece tudo que aconteceu com voce e muito mais. Cada um arma sua cama e depois deita nela.

    ResponderExcluir
  20. Estou preso em mim mesmo e perdi a chave que me libertaria...

    Compartilho de muitas das idiossincrasias do Augusto. E sinto-me atingido, também, quando ele diz que o NB é covarde por não se “assumir”.
    Sim, eu também não tenho coragem de me assumir... Não posso... Não devo... Magoaria muita gente, mais do que me magoou a mim mesmo, levando essa vida mentirosa e covarde que vivo.
    Tenho amigos gays. Não sou homofóbico: inclusive, minha religião condena toda discriminação. Mas, isso não significa, em absoluto, que ela aceita a homossexualidade! So far away from...
    Moro sozinho em BSB, na "capital nacional da solidão". Tenho 34 anos. Solteiro, pós-graduado, servidor público. Um cara fora de qualquer "suspeita". Inteligente, articulado, carinhoso com tod@s, bem humorado, apesar de um pouco tímido (haja contradição!), escrevo poemas.
    Sou aquele cara, aquele amigo para quem todos os amigos e amigas se voltam em busca de conselho, de uma opinião, uma palavra de incentivo... Não falo palavrão, não bebo muito, não fumo, uso camisetas descoladas com frases politizadas ou imagens de ícones pop. Mas, escondo um segredo que é mascarado pela fachada de "religioso equilibrado": Sou covarde para aceitar e expor o fato de que desde o início da minha adolescência, eu tenho forte atração por homens.
    Ai, meu Deus! Confesso, ao menos aqui, escondido pelo anonimato, que não tenho coragem de contrariar meus princípios religiosos e morais. Sou covarde para colocar por terra a imagem de "bom rapaz", de "modelo de comportamento" para meus irmãos mais velhos, para meus sobrinhos e sobrinhas, alun@s, meus amigos e amigas.
    Veja só: o filho adolescente de uma amiga me considera uma referência intelectual, moral e ética. Considera-me como um segundo pai! Não tenho idade, nem aspecto de "coroa", mas, mesmo assim, ele me “elegeu”. Apresenta-me assim para os amigos dele e me chama de pai, até! Já pensou o que é isso? Imagina se esse menino desconfia de alguma coisa! Vou dar um nó na cabeça de um garoto de 17 anos?
    Ah! Preciso dizer isso: tenho medo! Sou covarde! Sou covarde para a primeira relação sexual, de verdade, com penetração, com outro homem. Sou covarde, assumo!

    Para algumas mulheres, tenho a fama de exigente e difícil. Para a minha família, sou um workaholic e vivo estudando. Mal sabem que, na verdade, eu não tenho a mínima atração por mulheres e, por isso, rejeito relacionamento com elas... Fico confortavelmente escondido nesse muro formado por vários tijolos de mentiras... Tudo é desculpa e disfarce para não assumir nem dizer essa verdade.
    Como eu poderia expor um cara se soubesse que ele era gay? Como fazer outra pessoa sofrer a tormenta, o terror que me angustia e me assombra como um fantasma tenebroso. Tenho medo de dar qualquer sinal de que tenho atração física por homens.
    Tudo é noite em minha alma... Sem luar...

    mulatomagro@gmail.com.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Também sou de Brasília, tenho 24 anos, pós graduado também, servidor público, gay e não assumido. Tenho um namorado de 27 anos, de Belém, e vivemos fazendo planos. Eu entendo várias das suas questões, elas são tao complexas...É tão difícil viver com alguns pesos nas costas, mas com o tempo você irá aprender a ser melhor. Quanto ao sexo, experimente, aproveite, se divirta, claro que com proteção, viva! Não se faça de vítima, e verá que você é muito mais forte do que pensa ser. José. (jose_young@hotmail.com, caso queira conversar).

      Excluir
  21. Olá Augusto,
    eu li seu comentário e fiquei pensando em como nós nos autodestruímos constantemente, como por exemplo ao atacar, humilhar e destratar gays, sendo que você é um e não assumido. Não acho que exista algo pior do que isso. Um hétero fazer essas coisas já é algo ignorante e baixo, porém um pouco compreensível talvez por eles não saberem que ser gay não é escolha, agora um gay que age do seu jeito é desumano, e eu diria ANTI-ÉTICO. Tenho 24 anos, servidor público, tenho uma ótima renda e tenho inúmeros predicados que não cabem trazê-los nessa conversa, aos poucos vou construindo minha independência e carreira, sou de Brasília, moro com meus pais, religiosos fervorosos, idosos, mas namoro um bom rapaz, de 27 anos, de Belém, somos muito felizes e fazemos inúmeros planos juntos e não somos assumidos. Bem, o assumir-se gay tem de ser uma opção, um direito, e não um dever ou obrigação, ninguém tem o direito de invadir a esfera privada das pessoas. E você como gay, não tem o direito de sair revelando os outros gays, isso é desprezível. Cada um sabe o sofrimento e o que tem a perder se assumindo, e é um direito manter-se "no armário", isso não é menor do que sair e revelar-se ao mundo gay, cada um faz as escolhas que deseja. Você ainda é muito criança, verá que o mundo todo joga contra você, e não te ajuda vencer essa batalha lutando com seus próprios colegas de time. Cresça. Amadureça. Respeite e exija respeito. Boa sorte.

    ResponderExcluir

#HTML10{background:#eee9dd ;}