Google+

sexta-feira, 13 de maio de 2011

McBanheirão

        Eu me lembro de uma vez que fui ao McDonald's, o da praça Sete. Na minha inocência, por volta dos 20 anos, fui ao banheiro e no mictório ao lado do meu havia um rapaz, bastante excitado, masturbando-se. Achei aquilo extremamente nojento mas não havia percebido do que se tratava. Cheguei a pensar que ele não conseguiu esperar até chegar em casa e por isso estava naquela situação. 
    Algumas semanas depois, passando um tempinho nas comunidades do orkut, percebi que existia algo do tipo 'pegação nos banheiros'. Liguei os pontos e percebi o que aquele homem estava querendo no banheiro. As vezes acho que sou muito lerdo para ser gay... Divago.
    Isso aconteceu outra vez, num banheiro do BH Shopping. E hoje: acabei de voltar do centro. Almoçei no McDonald's da Rio de Janeiro e após o lanche fui ao banheiro. Haviam dois mictórios e um estava ocupado, então me dirigi ao outro. Durante meu tempo aliviando, percebi que o rapaz do lado estava quieto demais, segurando o menininho dele enquanto eu não ouvia nada vindo do seu mictório. Termino e lavo as mãos. Ele me encara e eu saio. Ele talvez continuou lá dentro a esperar por alguma outra vítima, mas não sei dizer como eu não olhei para trás para ver se ele tinha saído também. Fui logo embora.
    Eu fico dividido entre o tesão e o inconveniente. Sei que ter um homem com seus genitais expostos bem do seu lado pode ser uma idéia bastante excitante, mas isso depende muito do homem. Porém as chances são baixíssimas de existir algum rapaz que faça isso e que seja ao mesmo tempo bonito e interessante. Quem responde a esses requisitos não precisa fazer isso. Mas como pegação é coisa de momento e passa por cima de muitos dos conceitos e preconceitos pessoais, qualquer um pode ser pego fazendo isso. Por isso me abstenho de dizer que nunca faria isso.
    A parte inconveniente é a negligência com o histórico dos parceiros em potencial que entram no banheiro. Vai-se lá saber com quantas pessoas esse rapaz já ficou, se ele se cuidou ou se está livre de doenças bastante nojentinhas. Além do mais, ficar esperando no banheiro com o pinto de fora se masturbando é extremamente ofensivo para algumas pessoas, e também podem entrar crianças. Acho esse o lado mais perverso dessa prática. Eu ficaria bastante incomodado se meu filho presenciasse uma cena dessas.
    Tudo pode ser arranjado com a hora e o lugar conveniente. Para isso existem os lugares +18, boites e etc, oras. Só falta um pouco mais de sensibilidade para essas pessoas que vão ao McDonald's -entre outros- com a intenção exclusiva de fazer uma McPegação.

32 comentários:

  1. Nem todos têm beleza e conteúdo ao mesmo tempo, esses são raríssimos!
    Só que nem todos conseguiriam passar cinco meses sem sexo pq não têm por perto alguém assim.

    Não defendo essa coisa do banheiro, mas não recrimino o povo que quer sexo por sexo (afinal é o que eu tô fazendo, né.. xD). claro que isso não são só os gays (no banheiro sim, mas lá fora não né) xD

    Vc sabe, eu acabo sendo mais como vc mesmo. Se desse pra fazer com mais sentimento e menos promiscuidade, maravilha... agora, não é porque o bolo de chocolate está sem cobertura que vc vai deixar de comer.... ou quase isso xD

    ResponderExcluir
  2. McPegação foi ótima!!!!!!! ahsuhaushauhsa

    ResponderExcluir
  3. Concordo contigo, porém, sou muito promiscuo e já fiz duas pegadas em banheiro público, a terceira não rolou porque eu fui forte, mas eu queria poder ser menos "puto".. É dificil. =/

    ResponderExcluir
  4. Estamos vivendo num mundo, como já escrevi antes, anti-romântico. Tudo que viria depois do romance está antepondo-se a este. INFELIZMENTE. A fest-foda é tão natural que já não me assusto com as coisas que presenciei. Já vi cenas como as que você descreveu desde banheiros de boates aos de shopping bastante freqüentados no Rj. Existem até guias pela internet de onde ocorre, horário, como saber se você tem chances... É um absurdo! Mas é a dura realidade.

    Abração!

    ResponderExcluir
  5. Já aconteceu isso comigo na rodoviária de Juiz de Fora. Achei escroto e nojento! 'Dei mole' de cair ao lado de um cara que tava se masturbando e olhando pra mim.. fiquei sem reação. Enfim...

    ResponderExcluir
  6. O Shopping Tatuapé Boulevard nesse quesito é fora de sério. Não adianta o governo entrar com uma lei anti-homofobia enquanto os shoppings tem que manter um funcionário o tempo todo no banheiro para que os gays não fiquem se pegando em local público. Temos que nos dar ao respeito, no Tatuapé é d +... em todos os banheiros. Mas confesso, também acho excitante, já encontrei caras mto bonitos nestas circunstâncias, mas nunca sai com ninguém.

    ResponderExcluir
  7. Se vivêssemos num mundo onde fóssemos respeitados e pudéssemos viver nossa sexulaidade ou nosso amores sem ser apontados pelos hipócritas de plantão, talvez não nos excitássemos a ponto de desejar ficar com alguem num banheiro público. Eu particularmente nunca fiz e nem sei se teria coragem de fazer, mas o certo é que somos tão recriminados que acaba aflorando uma hora ou outra. Apesar de viver no armário, ultimos sou meio recriminados por alguns colegas "que sabem de mim" por decidir frequentar boates gays, mas lá a gente se sente em casa, respeitados e como somos e ninguém fica nos julgando de imorais.
    A vida no armário é fato muito difícil, se achasse a chave eu juro que sairia.

    ResponderExcluir
  8. Primeiro que nao recrimino porque a natureza do homem o faz correr para o sexo muitas vezes sem pensar no perigo ou se é certo ou nao, exemplos de héteros infiéis é o que nao falta....
    Tambem concordo que dependendo do ponto de vista que voce olha, se pegar em banheiro é deprimente, nojentoi e varios etcs...mas por outro pode ser considerado um paraíso tantos paus a volta de graça e de héteros dando boi.

    Mas vamos entao olha por um outro lado (um terceiro): Imaginem um banheiro feminino em que o chão é de vidro, sem que as meninas percebessem, e qq um q parasse no andar de baixo podia ver elas usando o banheiro. Alguma dúvida que ia ENCHER de meninos pra ver? Eles nao iam pensar se é imoral, se é nojento, se é falta de respeito, simplesmente iam chamar os amigos aos montes pra ficar olhando e sem vergonha nenhuma, sabem porque? porque este "tesão descontrolado" faz parte da nossa natureza.

    ResponderExcluir
  9. Penso que há uma construção social delicada neste ponto. Às vezes penso que há uma derta idolatria do falo (pênis, grosseiramente falando) e que é ligeiramente exacerbada no imaginário gay. Não sei se é uma questão de estilo, de fantasia, de fetiche ou até mesmo de desespero, simplesmente coloco meus limites. Se não gosto, não faço, simples. Respeito quem faz porque, como diz Caetano: Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.
    Gente, sem moralismos, isso só nos coloca uns contra os outros. Não somos anjos, certo?

    Bj,

    Walter.

    ResponderExcluir
  10. Eu já fiz!!! heheh mas não do jeito "tradicional", de ir ao banheiro conhecido para pegar alguém. Estava no supermercado, conhecí alguém lá dentro, rolou uns olhares, uns esbarrões e fomos para o banheiro do supermercado!!! heheh Estava tarde, ninguém entrou, mas foi bem exitante!!!

    ResponderExcluir
  11. Isso para mim é puro fetiche. As vezes tenho isso (nunca fiz). Essa sexta-feira que passou encontrei vários cara urinando na rua, pensei várias vezes em aborta-lós. O medo da rejeição e a sensação de perigo me dão muito tesão quando estou bebado andando pela noite em BH (principalmente na Av. Afonso Pena).

    Abs.

    Acom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, vamos trocar skype, b.hmauricio@hotmail.com

      Excluir
  12. Já presenciei uma cena destas no BH Shopping. Eu estava lá fazendo o q precisava e entra um cara branquinho de uns 30 anos, quase um metro e noventa, de terno, tipo modelo. O cara bota o pauzão pra fora e bate uma punhetinha, na boa, até gozar. Cara, foi um tesão de ver aquilo. Ele guardou o pintão, lavou as mãos e saiu, numa boa.

    ResponderExcluir
  13. eu me lembro de uma coisa na minha infância uma vez eu fui né um posto de gasolina fui eu dei uma parada ´por la pra mim pode compra um lanche e ali ´comi o lanche e fui no baieiro masculino e ali estava vários caras na baieiro eu passei por eles ate que foi normal pra um menino de 11 anos e ali eu saindo do baieiro um segurança da lanchonete me chamo e me deu uma revista de presente ali e me chamo pra mim fazer um ..... e ali eu virei e falei pra ele que eu não ia fazer nada com ele pq eu só tinha 11 anos e ali eu entrei dentro do carro e fiquei la trancado ate meus amigos chegar e ai eu abri a revista e fui olha pra ver oque tinha nela e nela tinha fotos de gay fazendo sexo .
    não e só né um baieiro que acontece esta coias se um segurança queria que eu fizeste isto pra ele quem dirás em outro lugar em todos os lugares tem pessoas deste tipo pessoa que pra mim e imundas e nojentas

    ResponderExcluir
  14. Non cambierei la mia omosessualità per nessun motivo al mondo. Perché dovrei farlo? Per accontentare i preti, i benpensanti, le madri e i padri che non capiscono ciò che sei e che vogliono portarti dallo psichiatra perché tu guarisca? Non è mio il problema, ma esso tormenta loro e non me! Rivedano le loro convinzioni religiose, si liberino da tutti gli inganni che la Chiesa cristiana, apostolica, cattolica, romana, da duemila anni ci propina e poi ne parliamo. L'Italia, paese in cui essa vive, non riesce a liberarsi da essa e a rendersi moralmente indipendente perché il suo influsso malefico opera incessantemente sulle povere menti dei bigotti
    italiani. Salut a tous!

    ResponderExcluir
  15. muito foda esse blog.....

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Gostei muito do seu post, porém uma coisa me chamou atenção:
    "Quem responde a esses requisitos (bonito e interessante) não precisa fazer isso."
    Eu me enquadro nesses requisitos e sou obcecado - tanto que tenho um blog, famoso aqui na cidade que eu moro (Natal/RN) - por pegação em banheiro público. Então te pergunto: Esse tipo de comentário não é um dogma errôneo, já que existem pessoas como eu, que curtem mesmo uma pegação sem envolvimento emocional com outro cara, somente pelo prazer, e sem se importar o que "o mundo lá fora" possa pensar? E sendo bonito e interessante, seria mais fácil conseguir sexo fora do banheiro do que dentro dele? Mas somente pelo atributo externo? Isso também não é preconceito?
    Enfim, apenas algumas questões para você refletir e, se possível, me responder. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. batante interessante AJ seu comentario, sou de Natal e nao conheço seu blog, poderia me informar meu e-mail imtdm2006@hotmail.com. abraço Ivan

      Excluir
  18. Aj, rapaz!
    Alguns dos textos estão sob revisão, creio que existem equívocos como este em muitos outros.
    Sim, é um dogma errôneo, aleatório e preconceituoso. Eu escrevi um texto mais recentemente sobre excitação sexual e contradiz totalmente o que vc apontou no texto.
    Obrigado pela observação.
    Um abç
    N.B.

    ResponderExcluir
  19. OLHA EU CRESCI VENDO ISSO ACONTEÇER NOS BANHEIROS E NÃO JULGO !!!EU AXO Q ISSO É CONJUNTO DE COISAS Q LIBERAM A VIVER ESSAS AVENTURAS CARENCIA DE SEXO SOLIDÃO EXCLUSÃO ENTRE OUTROS JÁ VIVI EXPERIENCIAS COMO ESTAS QUANDO SÓ,E NÃO AXO Q PEQUEI DEMAIS POIS ALI ESTÃO PESSOAS A FIM...EN SÃO PAULO EM UM CINE DA SÃO JOÃO VI 3 CARINHAS TRANSANDO QUASE Q SE ENGOLINDO RSRS FOI DEMAIS...

    ResponderExcluir
  20. Nunca fui adepto da linha banheirão, mas confesso que no início fiquei curioso e por duas vezes fiz pegações que ficaram na história. Mas colocando na balança, não valeram a pena, porque o tempo que se investe nisso é muito maior do que qualquer ganho. E a pessoa acaba ficando viciada na adrenalina que rola, mais do que no sexo que acontece, que é raro.
    Não vou mais.
    Hoje, não posso me imaginar fazendo uma pegação num banheiro com aquele cheirinho de mijo e merda alheia, ou, mesmo que cheiroso depois de uma limpada, ficar numa cabine apertadinha, como se fosse um criminoso fazendo algo errado. Pra mim, deu. Não faço mais. Hoje em dia, isso não é mais necessário à caça de ninguém. Mas sei que adrenalina cada um tem sua forma de produzir... Correr riscos, também.

    ResponderExcluir
  21. eu ja peguei alguem no banheiro e foi otimo claro que conhecido foi coisa do monento eu era afim do cara e não dava certo um dia por conhecidencia entramos no banheiro na mesma hora e ele mim chamou eu não perdi tempo.

    ResponderExcluir
  22. Nesses casos eu não sei dizer o que realmente torna esta prática algo excitante. Com relação a beleza eu posso dizer que já vi muita coisa bonita lá dentro, agora, em termos de conteudo (intelecto) acho que é raro , até porque fica muito restrito, a pegação em banheiros só é excitante quando você esbarra com alguns caras bi que são casados ou noivos , mas que tem aquele TS (TESÃO SECRETO) com outro homem, mas é aquela coisa , quem assistiu o filme GET REAL como eu assisti , não fique iludido de que você irá levar algo mais que sexo de uma pessoa que vc conheceu no banheiro, é uma relação banal , de momento que pode ser repetir ou não e cada vez é uma pessoa nova, tem aquelas figurinhas que frequentam sempre o mesmo banheiro, mas tem umas peças raras que aparecem de vez em quando que valem a pena conferir.

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. Concordo contigo, mas nãovou mentir que ja fiz. Tive sorte com o carinha. Mas vendo os os comentarios, fico imaginando, Banheiro, ruas, praças, dentro de empresas principalmente de callcenter já ouvi relatos semelhantes. O povo sempre arruma um lugar para isso; uma RAPIDINHA kkkkk

    ResponderExcluir
  25. Já fiz várias vezes no banheiro do Diamond. Só coisa boa por lá.

    ResponderExcluir
  26. Eu adoro i no banheiro da Mac da rua rio de janeiro e as vezes, tem gente bonita la. Teve um que até me chupou e lá foram minhas únicas experiencias.

    ResponderExcluir
  27. Admito que até tenho uma curiosidade por essa prática, mas só. Como eu me conheço, duvido que se concretize algum dia. Não curto tanto a ideia do sexo casual a esse ponto e, definitivamente, menos ainda a ideia de fazer isso em local público, especialmente num banheiro.

    ResponderExcluir
  28. Olha, eu já fiz isso mais de uma vez e em BH mesmo... Me sinto super culpado, mas de toda forma num foi num lugar tipo o mcdonalds, onde uma criança poderia entrar a qualquer hora... Seria horrível isso! Num vou falar que sou lindo e perfeito não, mas consigo alguém de outras maneiras tranquilo... O negócio é a adrenalina maluca que isso dá!! De chegar a ficar com a perna tremendo numa mistura de medo, tesão e ansiedade...

    ResponderExcluir
  29. Sou de Juiz de Fora e smp faço pegação nos banheiros e na noite pelas ruas São João e na igreja São sebastião n faço por carencia faço pq gosto e pq me exita mas a maioria dos caras n são legais (eu n acho) mas as vezes acho uns carinhas legais para sexo.

    ResponderExcluir

#HTML10{background:#eee9dd ;}